Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Prefeitura inicia projeto-piloto de teletriagem de pacientes em Campinas


08/06/2022 - 15:25




A Prefeitura de Campinas, por meio da Secretaria de Saúde e da Rede Mário Gatti, iniciou nesta quarta-feira, dia 8 de junho, no Centro de Saúde Florence, o projeto-piloto de teletriagem de pacientes. O serviço será implantado gradativamente em outras nove unidades (DIC 1, Vila União, Valença, São Domingos, São Marcos, Barão Geraldo, Centro, Taquaral e Sousas). 
 
 
 
Na teletriagem o paciente chega aos Centros de Saúde, passa pelo acolhimento da enfermagem e, se for o caso, é encaminhado para uma consulta e avaliação de risco on-line feita por um médico que estará em uma sala devidamente equipada no Hospital Mário Gatti. Em caso de necessidade, será encaminhado para um pronto-socorro. 
 
 
 
O serviço foi disponibilizado para atender à alta demanda de pessoas com síndromes respiratórias verificada nas últimas semanas – de 22 a 28 de maio 10.378 pessoas foram atendidas no SUS Municipal. Já na semana passada, de 29 de maio a 4 de junho, foram 12.522, ou seja, um aumento de 20,6%. Se a comparação for feita com a primeira semana de maio, do dia 1º ao dia 7, quando ocorreram 5.449 atendimentos de sintomáticos respiratórios, o aumento foi de 129,8%.  
 
 
 
“Além de facilitar o acesso, o paciente é atendido mais próximo do local onde mora”, disse a diretora de Saúde de Campinas, Sara Sgobin. 
 
 
 
O projeto vai ajudar na futura implantação da telemedicina na rede pública municipal de saúde, cujo processo está em licitação e prevê a realização dos serviços de teleconsulta, telediagnóstico, telemonitoramento ou televigilância e  teleconsultoria.  
 
 
 
Quarenta pacientes devem ser atendidos por dia quando o sistema estiver disponível nas dez unidades. 

Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução

Crédito: Eduardo Lopes

Foto: Consulta e avaliação de risco será on-line após avaliação da enfermagem | Crédito: Eduardo Lopes

Consulta e avaliação de risco será on-line após avaliação da enfermagem