Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Seminário mostra elo entre trânsito, saúde pública e preservação de vidas


25/05/2022 - 17:11




 

Em 2021, um motociclista morreu a cada cinco dias, em Campinas, em acidentes de trânsito. A partir de dados como este, do Boletim de Vítimas Fatais 2021, especialistas em saúde e segurança viária debateram o desenvolvimento de ações em prol da vida no trânsito. O encontro aconteceu nesta quarta-feira, dia 25 de maio, em webinar realizado no YouTube, no canal da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec). 

 

 

Com o tema “Trânsito como uma questão de saúde pública – Um panorama do município de Campinas”, o evento compôs a programação do Movimento Maio Amarelo. Os promotores do debate foram a Emdec com as Secretarias Municipais de Transportes e de Saúde, e a Prefeitura Municipal de Campinas; com o apoio da Iniciativa Bloomberg para Segurança Viária Global (BIGRS), e parceria da Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas. A gravação da transmissão, que inclui quatro palestras, segue disponível no canal (www.youtube.com/emdecoficial), na playlist “Live Emdec”. 

 

 

A mediação foi realizada por Pedro de Paula, diretor nacional da Vital Strategies, entidade global de saúde que trabalha com governos e outras organizações para implementar políticas de saúde pública. Na abertura, o presidente da Emdec, Vinicius Riverete, destacou a importância de manter uma mobilização sobre a pauta. “Quero que as ações do Maio Amarelo continuem o ano todo. Precisamos delas, todos os anos, para chamar a atenção das pessoas e reduzirmos os acidentes”, destacou.

 

 

O secretário municipal de Transportes, Fernando de Caires, ressaltou a atuação intersetorial para a continuidade dos trabalhos: “Temos parceiros engajados, cada um com uma visão diferente, em prol de um objetivo que é fundamental quando tratamos de vidas”.  

 

 

Também participando da abertura, a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), Andrea Paula Bruno Von Zuben, falou sobre o uso de dados para criar políticas públicas. “O dado tem que gerar incômodo, essa sensação de ter algo para fazer”, destacou, lembrando que, se for considerado que a população campineira pode chegar a 80 anos de idade, e que a média de idade das 151 vítimas do trânsito em 2021 era de 40 anos, mais de seis mil anos potenciais de vida foram perdidos. 


Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução

Crédito: Emdec/Setransp

Foto: Especialistas discutiram o tema Trânsito como uma questão de saúde pública: Um panorama do município de Campinas | Crédito: Emdec/Setransp

Especialistas discutiram o tema Trânsito como uma questão de saúde pública: Um panorama do município de Campinas

Crédito: Emdec/Setransp

Foto: Ações do Maio Amarelo devem ter continuidade | Crédito: Emdec/Setransp

Ações do Maio Amarelo devem ter continuidade