Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Campanha do Agasalho arrecada mais de meia tonelada na 1ª semana


20/05/2022 - 08:30




A Campanha do Agasalho de Campinas arrecadou, na primeira semana, 659 quilos de cobertores e roupas. Na próxima semana, no sábado, dia 28, a Prefeitura de Campinas realizará o Dia D da Campanha do Agasalho. 
 
A Defesa Civil anunciou nesta sexta-feira que vai ser um dos parceiros da mobilização do dia 28, que ocorrerá das 8h às 17h no Paço Municipal, na Av. Anchieta 200, esquina com Barreto Leme. No decorrer do dia, equipes da prefeitura e grupos de apoio coletarão roupas, cobertores e agasalhos para a população. O evento contará também com o Exército, a Sanasa, a Guarda Municipal e o Grupo Escoteiro Craós. Um hotsite foi criado especificamente para a campanha: http://campinas.sp.gov.br/doeagasalho
 
“Contamos com a ajuda de todos para contribuir no enfrentamento dessa onda de frio. Sei que o povo de Campinas, por sua solidariedade e generosidade, vai contribuir decisivamente para o sucesso da iniciativa”, afirmou a secretária Vandecleya Moro. Para Sidnei Furtado, diretor da Defesa Civil, essa iniciativa é fundamental para a construção de uma cidade mais resiliente. “O engajamento de todos garante uma cidade melhor preparada para enfrentar situações difíceis como este inverno está se mostrando”, destacou.
 
Lançada no dia 13 de maio, a Campanha do Agasalho adotou como slogan esse ano: “Inverno Mais Quente com a Ajuda da Gente”. O propósito é a distribuição de roupas de inverno e cobertores à população socialmente vulnerável. A Campanha irá até o dia 30 de julho, podendo ser prorrogada em caso de necessidade.
 
A principal preocupação é com a doação de roupas masculinas, pois são as que menos chegam por meio de doações. A Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos alerta também para a importância de se evitar a doação de roupas em mau estado de conservação.
 
As doações de roupas e cobertores serão encaminhadas aos serviços que atendem a população em situação de rua, serviços localizados nos bairros (Cras), abrigos municipais e para entidades parceiras da prefeitura de Campinas. Contaremos com pelo menos 100 pontos de coleta de doações durante a campanha. 
 
Operação Inverno
 
Iniciada em 1º de maio, a Operação Inverno já realizou 988 atendimentos, distribuiu 1399 cobertores e realizou 171 encaminhamentos para abrigos. Atualmente, a Prefeitura oferece 280 vagas de abrigamento nas noites de frio. A estrutura é composta pelo Samim, o albergue municipal, com 120 vagas, a Casa da Cidadania, com 100 vagas, Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe, com 30 vagas e o Projeto Há Esperança, com mais 30 vagas.
 
Campinas Aquece
 
A Prefeitura de Campinas tem desenvolvido diversas ações para o enfrentamento da onda de frio que atinge o município. Na quarta-feira, dia 18, ocorreu uma distribuição de cobertores na ocupação Santa Rita, localizada na região Noroeste da cidade, e na Vila Paula, na região Norte. Foram distribuídos, ao todo, 500 cobertores, sendo 200 na ocupação Santa Rita e 300 na Vila Paula. Na quinta-feira (19), foi a vez do  Parque Cidade e da Vila Olímpia, onde foram distribuídos mais 300 cobertores.
 
A intitulada “Operação Campinas Aquece” tem provisão de 1,5 mil cobertores e será realizada em outras regiões da cidade, com o apoio da Coordenadoria Setorial de Proteção Social Básica. Houve também no local, a distribuição de folhetos do Maio Laranja (https://bit.ly/maio_laranja) e uma van do Cadastro Único para eventual registro e atualização cadastral. 
 
Outras ações
 
Além da Operação Inverno, por meio do SOS Rua, a Prefeitura de Campinas mantém outras políticas públicas voltadas à população em situação de rua.
 
Mão amiga
 
Tendo como objetivo promover a reinserção social por meio da qualificação profissional de pessoas em situação de rua, o Mão Amiga oferece, durante o curso, uma bolsa de 277 UFICs, o que equivale a R$ 1.165,73, e dura de 12 a 24 meses. Desde 2016, quando foi criado, já foram certificados 166 bolsistas: 130 homens e 36 mulheres, que frequentaram aulas de hidráulica, elétrica e música. Mais de 20 ex-egressos do curso já entraram para o mercado de trabalho formal.
 
Operação “Amigos no trecho”
 
Iniciada em 1º de julho de 2021, o projeto envolve a Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, a Polícia Militar Rodoviária e as concessionárias que administram as estradas que passam pelo município de Campinas. Trata-se de um serviço 24 horas que, ao identificar um morador em situação de rua nas estradas, aborda, identifica-o e oferece acolhimento no albergue municipal.
 
Recâmbio
 
O Recâmbio de Migrantes é um programa da Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos cujo propósito é garantir o retorno seguro de pessoas socialmente vulneráveis a seus locais de origem.
 
Bagageiro municipal
 
Desde abril de 2021, as pessoas em situação de rua também podem contar com o bagageiro, um espaço para guardar os pertences. Fica na Rua José Cruz Ferreira Jorge, 32, na Vila Industrial e funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
 
Centros POP Sares unidade 1 e unidade 2
 
São equipamentos públicos que ofertam atendimento especializado para pessoas em situação de rua. As ações desenvolvidas são: acolhida; escuta qualificada e compreensão do contexto familiar e social dos (as) usuários (as); orientação sobre documentação pessoal; compreensão da complexidade e da dimensão social que perpassa a situação de rua; incentivo à participação social dos (as) usuários (as) e a defesa de direitos e oferta de cuidados de higiene, vestuário e alimentação. 
 
Casas de passagem
 
As duas casas de passagem em Campinas acolhem pessoas em situação de rua, oferecendo espaço transitório de moradia para a construção do processo de saída das ruas. Oferece cuidados de higiene, saúde, alimentação, vestuário, documentação e convivência.
 
Abrigos
 
A Prefeitura conta com três abrigos masculinos, um feminino e um albergue municipal (Samim).
 
Consultório na rua
 
A Secretaria Municipal de Saúde mantém o Consultório na Rua, que visa atender a essa população. Por meio de um veículo adaptado que percorre diversas áreas da cidade, o Consultório na Rua oferece cuidados em saúde a essas pessoas em seus próprios contextos de vida. É composto por duas equipes multidisciplinares que contam com médicos, psicólogos, assistentes sociais, auxiliares de enfermagem, enfermeiros e redutores (pessoas que trabalham com a política de redução dos danos causados pelas drogas). O foco do atendimento é voltado para doenças ou condições que mais atingem os moradores em situação de rua, como tuberculose, alcoolismo e combate ao crack e outras drogas. Orienta essa população sobre doenças, como as sexualmente transmissíveis e hepatites. Realiza curativos, testes de diabetes e medição de pressão.

Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução

Crédito: Arquivo PMC

Foto: Mobilização do dia 28 contará com a participação da Defesa Civil, Exército, Sanasa, Guarda Municipal e o Grupo Escoteiro Craós | Crédito: Arquivo PMC

Mobilização do dia 28 contará com a participação da Defesa Civil, Exército, Sanasa, Guarda Municipal e o Grupo Escoteiro Craós