Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Plataforma centraliza dados de filas de cirurgias eletivas do SUS


29/04/2022 - 11:25




A Secretaria de Saúde de Campinas implantou um sistema de gerenciamento de filas de cirurgias eletivas do SUS municipal. O programa está sendo usado pela Central de Regulação Municipal e faz parte de um conjunto de medidas da administração para agilizar o atendimento da demanda reprimida da pandemia de covid-19. 
 
 
Os hospitais – Mário Gatti, Ouro Verde, PUC, Penido Burnier e Maternidade – estão transferindo os dados de suas filas para a plataforma. O sistema impede a duplicidade. Dessa forma, se um paciente estiver na espera de mais de uma unidade, a Regulação receberá um alerta e os cadastros excedentes serão eliminados. 
 
 
De acordo com a coordenadora da Central de Regulação Municipal, Denise Vieira Antunes Amaral, o programa também permite o remanejamento de pacientes entre as filas. “Se olhamos o sistema e uma fila tem 20 pessoas e  outra tem cinco, fazemos o remanejamento. Essa gestão também agiliza todo o processo”, explicou.
 
 
Ela ressalta que a plataforma “entende” a classificação de risco apontada pelas equipes de saúde. “Os casos são organizados de acordo com a entrada na fila, mas o sistema reconhece um apontamento de prioridade em razão da gravidade de cada situação. Daí, o programa reorganiza a fila priorizando os casos mais graves”, disse.  
 
 
A secretária adjunta de Saúde de Campinas, Deise Hadich, afirma que uma das prioridades da pasta é atender a demanda reprimida de consultas e cirurgias eletivas. Além desse sistema, a secretaria está reorganizando a fila de consultas de especialidades, ampliando a oferta de vagas e realizando ações aos sábados para diminuir a espera dos pacientes.

Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução

Crédito: Arquivo PMC

Foto: Os hospitais Mário Gatti (foto), Ouro Verde, PUC, Penido Burnier e Maternidade já estão transferindo os dados de suas filas para a plataforma | Crédito: Arquivo PMC

Os hospitais Mário Gatti (foto), Ouro Verde, PUC, Penido Burnier e Maternidade já estão transferindo os dados de suas filas para a plataforma