Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Campinas é 1º lugar em prêmio da Fiocruz sobre monitoramento da fauna


29/03/2022 - 19:24




Campinas é a primeira colocada na categoria Equipes/Unidade de Saúde, Ambiente e outros Órgãos na edição 2021 do prêmio “10+ Colaboradores do SISS-Geo”, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), vinculada ao Ministério da Saúde. A premiação foi oficializada na tarde desta terça-feira, 29 de março, em um evento on-line. O município também foi destaque na categoria Unidades de Conservação, com a Área de Proteção Ambiental (APA) de Campinas alcançando o sétimo lugar entre os dez homenageados.

 

 

O SISS-Geo é um sistema de informação em saúde desenvolvido pela Fiocruz para o monitoramento da fauna silvestre e a vigilância de emergências de zoonoses e conservação da biodiversidade, que tem como base a participação da sociedade e órgãos parceiros. É uma forma de monitorar “eventos sentinelas”, que alertam para a circulação de doenças que têm os animais como hospedeiros, como a febre amarela, por exemplo. 

 

 

O prêmio tem como objetivo reconhecer e agradecer aos colaboradores do programa. Campinas se destacou por sua cooperação e articulação entre Defesa Civil, Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) e Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ), e voluntários.

 

 

O prefeito Dário Saadi participou da cerimônia pela internet, do Salão Azul do Paço Municipal, recebendo o prêmio ao lado do secretário municipal de Saúde, Lair Zambon; da diretora do Devisa, Andrea von Zuben; do secretário do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Rogério Menezes e do diretor da Defesa Civil de Campinas, Sidnei Furtado. “Considero de extrema importância que os municípios estejam engajados e preparados para a antecipação de cenários de emergências, especialmente as emergências em saúde pública”, destacou o prefeito.

 

 

Ao apresentar os premiados na categoria Equipes/Unidade de Saúde, Ambiente e outros Órgãos, do prêmio “10+ Colaboradores do SISS-Geo”, Dário Saadi também frisou o trabalho feito no município. “Campinas, através da visão estratégica da Defesa Civil e da possibilidade de agregar a Unidade de Vigilância de Zoonoses do Devisa, encontrou uma oportunidade no SISS-Geo para desenvolvimento de competências, apoiada pela Fiocruz, na temática das emergências em saúde pública por meio da observação e monitoramento da fauna silvestre, como fator preditivo da avaliação das zoonoses e antecipação de cenários”, disse.

 

 

O secretário de Saúde de Campinas, Lair Zambon, elogiou o trabalho local das equipes da Vigilância Sanitária, do Devisa e UVZ, coordenado com as outras secretarias municipais. “É importante monitorar os ‘eventos sentinelas’ para a Saúde e contar com a plataforma SISS-Geo para a gestão de possíveis emergências. É o perfil de Campinas, o que Campinas quer ser neste quesito”, disse.

 

 

Registros em destaque

 

 

A coordenadora da Plataforma Institucional Biodiversidade e Saúde Silvestre da Fiocruz, Marcia Chame, responsável pela plataforma SISS-Geo, contou que o destaque de Campinas como vencedora na Categoria Equipes/Unidades de Saúde, Ambiente e outros órgãos de Campinas em 2021 também é relevante porque os voluntários incluíram o maior número de registros no período avaliado, quando comparado com outros participantes.

 

 

Para nós, a iniciativa de Campinas é da maior importância, pela competência dos técnicos envolvidos e pela visão estratégica e de futuro de ações em curso entre a Defesa Civil com a UVZ. O treinamento compartilhado das equipes, o fluxo de informação estabelecido e a integração da sociedade civil no monitoramento da fauna, e a vigilância de zoonoses, trazem dados de qualidade e alertas precoces que são os elementos centrais para o planejamento e execução de políticas públicas, e fortalecem nossa capacidade de gerar modelos cada vez mais robustos de previsão de doenças. Além do mais, construímos a confiança entre nossas equipes e amigos”, declarou Marcia Chame.

 

 

De 14 de abril de 2021 a 28 de março de 2022, foram feitos 955 registros de animais encontrados em Campinas pelos participantes locais.

 

 

Na categoria Equipes/Unidade de Saúde, Ambiente e outros Órgãos, o primeiro lugar ficou com Campinas Cidade Resiliente; o segundo lugar foi para o Centro de Controle de Zoonoses de Florianópolis, Santa Catarina; e o terceiro para a Secretaria Municipal de Saúde e Vigilância Sanitária de Ubaí, Minas Gerais.

 

 

Destaque para a APA

 

 

O destaque de Campinas como a sétima colocada na categoria Unidades de Conservação, com a Área de Proteção Ambiental (APA) de Campinas, também foi comemorado pelo secretário do Verde, Rogério Menezes. Durante a entrega da premiação on-line, ele destacou a importância da transversalidade e do trabalho conjunto entre vários setores para o desenvolvimento de uma “saúde única”.

 

 

Também participaram da cerimônia de premiação a coordenadora da UVZ, Elen Fagundes; a assessora técnica do Devisa, Priscilla Pegoraro; e a coordenadora de Vigilância de Agravos e Doenças, Daiane Morato.

 

 

A premiação completa em todas as categorias da edição 2021 do prêmio “10+ Colaboradores do SISS-Geo” pode ser acessada em

 https://www.biodiversidade.ciss.fiocruz.br/fiocruz-divulga-os-10-colaboradores-do-siss-geo.

 

 

Histórico

 

 

Campinas é parceira da Fiocruz no projeto desde 2020 com diversas atividades em conjunto. Para a Fundação, o município é exemplo de engajamento e um multiplicador da experiência para outros municípios do País.

 

 

O SISS-Geo pode ser usado para registrar on-line ou off-line observações sobre a fauna. Está disponível para celulares Android. A alimentação do banco de dados é feita pelos próprios usuários, que postam a foto e aspectos sobre os animais silvestres encontrados.

 

 

Técnicos da Defesa Civil e da Unidade de Vigilância de Zoonoses de Campinas começaram a empregar o SISS-Geo na operação estiagem de 2021. O município foi pioneiro no projeto no Estado de São Paulo. A primeira região monitorada foi a de Sousas e Joaquim Egídio.

 

 

Desde o início do projeto, cem pessoas já foram capacitadas para uso do SISS-GEO em Campinas. Entre os participantes estão servidores da Defesa Civil e das Unidade de Vigilância de Zoonoses, membros do Comitê de Arboviroses, funcionários de parques de Campinas e cidadãos da comunidade. Além da Defesa Civil e da Secretaria de Saúde, a Secretaria Municipal de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas também promove as capacitações.

 

 

O último treinamento foi em 17 de março, para moradores e funcionários do Condomínio Colinas do Atibaia, localizado em uma área de preservação ambiental. Foi a primeira vez que a capacitação foi oferecida à comunidade.


Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução

Crédito: Eduardo Lopes

Foto: Trabalho conjunto e intersetorial garantiu vitória de Campinas | Crédito: Eduardo Lopes

Trabalho conjunto e intersetorial garantiu vitória de Campinas

Crédito: Eduardo Lopes

Foto: Prefeito destacou importância de antecipar emergências | Crédito: Eduardo Lopes

Prefeito destacou importância de antecipar emergências

Crédito: Eduardo Lopes

Foto: Saúde, Verde e Defesa Civil implementaram o projeto | Crédito: Eduardo Lopes

Saúde, Verde e Defesa Civil implementaram o projeto

Crédito: Eduardo Lopes

Foto: Secretário do Verde comemorou o destaque da APA Campinas, que ficou em 7º lugar | Crédito: Eduardo Lopes

Secretário do Verde comemorou o destaque da APA Campinas, que ficou em 7º lugar