Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Saúde divulga dados de arboviroses em Campinas em 2022


16/02/2022 - 11:19




A Secretaria de Saúde divulgou nesta quarta-feira, 16 de fevereiro, novos dados de arboviroses em Campinas. Entre 1º de janeiro e 8 de fevereiro deste ano, foram registrados 25 casos de dengue. Até o momento, não houve registro de casos de chikungunya e zika. 
 
A região Norte é a que mais tem casos da doença, com 14 registros. Na sequência estão as regiões Sul e Sudoeste, com quatro casos cada. A Noroeste tem duas confirmações e a Leste, uma. Não há registro de mortes. 
 
Em 2021, Campinas teve 2.344 casos de dengue e oito de chikungunya. Não houve nenhum óbito em decorrência das doenças.  
 
Responsabilidade compartilhada
 
A luta contra as arboviroses exige uma contrapartida de toda a sociedade. A Prefeitura mantém um programa de controle e prevenção da doença. Mas cada cidadão precisa fazer a sua parte, destinando corretamente os resíduos e evitando criadouros. Levantamento do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) aponta que 80% dos criadouros estão dentro de casa. 
 
O trabalho contra as doenças realizado pela Prefeitura é ininterrupto. De 1º de janeiro a 31 de dezembro do ano passado, as equipes de saúde realizaram 1.202.195 visitas a imóveis para controle de criadouros. No mesmo período, 302.656 edificações localizadas em áreas de transmissões foram nebulizadas. 
 
Entre 1º de janeiro e 30 de setembro de 2021, último balanço fechado, foram coletadas 40.397 toneladas de resíduos despejados irregularmente na cidade, 8.052 toneladas de resíduos foram recolhidas na Operação Cata-Treco e 84.522 toneladas de resíduos foram recebidas nos ecopontos. 
 
Para acabar com a proliferação do mosquito é preciso evitar acúmulo de água, latas, pneus e outros objetos. Os vasos de plantas devem ter a água trocada a cada dois dias. É importante, também, vedar a caixa d’água. Os vasos sanitários que não estão sendo usados devem ficar fechados.
 
Comitê
 
Em 2015, a Prefeitura de Campinas criou o Comitê de Prevenção e Controle das Arboviroses, que reúne 14 secretarias: Secretarias Municipais de Governo; Saúde; Educação; Serviços Públicos; Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; Gestão e Desenvolvimento de Pessoas; Administração; Comunicação; Trabalho e Renda; Esportes e Lazer; Cultura e Turismo; Habitação; Relações Institucionais, e Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos.
 
Também participam a Defesa Civil, o Serviço 156, a Rede Mário Gatti e a Sanasa. O comitê planeja continuamente as atividades de combate à dengue, à chikungunya e ao zika vírus em Campinas.
 
No comitê são discutidas a situação epidemiológica da cidade e, dessa forma, desencadeadas as ações intersetoriais. 
 
Mais informações
 
O hotsite https://dengue.campinas.sp.gov.br traz mais informações e mostra como colaborar no combate ao Aedes aegypti.

Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução

Crédito: Arquivo PMC

Foto: Trabalho contra as arboviroses realizado pela Prefeitura é ininterrupto | Crédito: Arquivo PMC

Trabalho contra as arboviroses realizado pela Prefeitura é ininterrupto