Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Ministro da Infraestrutura prevê para abril liberação do Pátio Ferroviário


27/01/2022 - 19:23




 

Acompanhado pelo prefeito Dário Saadi, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, visitou o Pátio Ferroviário de Campinas na tarde desta quinta-feira, dia 27, e se comprometeu a trabalhar para uma rápida alienação de parte da área do Pátio. O ministro esteve antes na Prefeitura Municipal e assistiu a uma apresentação sobre a revitalização do espaço localizado na região central de Campinas.

 

 

Segundo o prefeito, a visita possibilitou mostrar a importância de que o governo federal promova a alienação de parte do terreno para permitir a restauração da estrutura restante. “Pediremos, como contrapartida do EIV (Estudo de Impacto de Vizinhança) dos futuros empreendimentos, o restauro dos imóveis que não forem interessantes para cessão onerosa imediata. O ministro será parceiro da cidade na finalização deste primeiro passo da revitalização do centro”, reforçou.

 

 

Percorrendo o Pátio, o ministro Tarcísio Gomes de Freitas ressaltou que a área tem muito potencial e é importante que seja incorporada ao tecido urbano. “Há um potencial enorme de utilização, de geração de negócios e empregos”, constatou. “A cidade ganha muito com isso e o projeto terá total adesão do Ministério da Infraestrutura”.

 

 

Ele também ressaltou que trabalhará para viabilizar rapidamente o projeto junto à Secretaria do Patrimônio da União (SPU). Em sua previsão, entre março e abril deste ano o processo de liberação do terreno para alienação estará concluído.

 

 

O projeto de revitalização do Pátio Ferroviário está sendo encaminhado desde o ano passado entre a Prefeitura e a Secretaria do Patrimônio da União. Autoridades federais, estaduais e municipais acompanharam a visita ao local, nesta quinta-feira.

 

 

Parque, projetos habitacionais e empresariais

 

 

Da área total de 310 mil metros quadrados, serão alienados 47 mil metros quadrados para projetos habitacionais. Outros 150 mil metros quadrados serão destinados para cessão onerosa, um sistema em que as empresas pagam ao poder público para utilizar o espaço.

 

 

Os 75 mil metros quadrados restantes serão destinados a um grande parque público. “Todas as áreas operacionais da concessionária Rumo e do futuro Trem Intercidades serão preservadas. Além disso, as áreas da Estação Cultura e do futuro Shopping Popular, assim como Ceprocamp, também estão de fora desse processo”, contou Dário Saadi.

 

 

No Pátio Ferroviário poderão ser implantados, futuramente, uma série de serviços de transporte como a estação para o Trem Intercidades e o Trem Intermunicipal. Também poderá abrigar o VLT do Aeroporto de Viracopos até o Pátio Ferroviário.

 

 

Segundo o presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Vinicius Riverete, segundo o Plano Diretor da cidade, o espaço pode ter uso misto e receber atividades empresariais, culturais, educacionais e gastronômicas. “A proposta leva desenvolvimento à região central através desse projeto. É um projeto bastante audacioso, com potencial para impactar positivamente a história do Centro de Campinas”.

 

 

O ministro de Infraestrutura está em Campinas para, entre outros compromissos, participar nesta sexta-feira, dia 28, do fórum “Sesvesp Desafios e Oportunidades na Infraestrutura”, no Royal Palm Plaza.


Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução

Crédito: Carlos Bassan

Foto: Ministro e prefeito percorreram o Pátio Ferroviário | Crédito: Carlos Bassan

Ministro e prefeito percorreram o Pátio Ferroviário

Crédito: Carlos Bassan

Foto: Área poderá abrigar parque, casas e empreendimentos de cultura e lazer | Crédito: Carlos Bassan

Área poderá abrigar parque, casas e empreendimentos de cultura e lazer

Crédito: Carlos Bassan

Foto: Projeto tem potencial para impactar positivamente o centro da cidade | Crédito: Carlos Bassan

Projeto tem potencial para impactar positivamente o centro da cidade