Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Serviço de Inspeção Municipal beneficiará produtor rural e empreendedor


09/09/2021 - 16:56




 

 


O prefeito Dário Saadi assinou e encaminhou para a Câmara Municipal, nesta quinta-feira, 9 de setembro, o projeto de lei que cria o SIM – Serviço de Inspeção Municipal. Com o selo de inspeção, os produtores rurais e empreendedores poderão comercializar seus produtos em todo território municipal.

 


A ação faz parte do Paes (Programa de Ativação Econômica e Social) e será coordenada pelas secretarias de Desenvolvimento Econômico e Saúde, por meio do Devisa. O SIM vai ajudar no crescimento da cidade, gerar empregos e melhorar o empreendedorismo, principalmente dos pequenos”, disse o prefeito Dário Saadi, durante transmissão ao vivo. “Campinas hoje dá mais um importante passo na sua retomada econômica e social”, completou.

 


O objetivo do SIM é incentivar pequenos empreendedores que trabalham na informalidade com produtos de origem animal a se regularizarem. “Essa é uma demanda antiga e a representatividade de vários segmentos mostra como este anúncio é importante para a cidade”, ressaltou Adriana Flosi, secretária de Desenvolvimento Econômico.
 


Com o selo que será criado, produtores rurais e pequenos empreendedores poderão comercializar seus produtos em estabelecimentos da cidade. Com isso, é esperado aumento da produção e geração de emprego e renda.

 

 

Para o município, o benefício está na retirada dos produtores da informalidade e também na atração de outros empreendedores. Para a população, haverá mais segurança sanitária na aquisição dos produtos que tiverem o selo.

 

 

O selo também trará benefícios para a saúde, levando mais alimentos saudáveis para a população. “Nós precisamos ter padrão de identidade, qualidade e segurança em todo o produto que vai para a mesa do campineiro”, explicou a diretora do Devisa, Andrea von Zuben.
 


Aprovado o projeto, a lei será regulamentada. O início das atividades se dará após a publicação das normas complementares, estruturação e treinamento das equipes.

 

 

Também participaram do evento o secretário de Saúde, Lair Zanbom; o vereador Jair da Farmácia; a presidente do Sindivarejista, Sanae Murayama Saito; o presidente do Sindicato Rural de Campinas, Francisco Andrade Nogueira Neto e o diretor regional da Apas (Associação Paulista de Supermercados), José Luis Alves de Matos.

 

 

Paes

 

 

O Paes foi lançado no dia 14 de julho e está sendo desenvolvido em cinco eixos: Estímulo à retomada da atividade econômica; Consumo das famílias; Proteção social e geração de empregos; Capacitação/Qualificação; e Melhora no ambiente de negócios.

 

 

Já foram anunciadas nove ações do programa. Confira o andamento de cada projeto:

 

1 – Recomeça: Já aprovado pela Câmara, é voltado a pequenas, microempresas e MEIs (Micro Empreendedores Individuais). Com o Recomeça, os empresários terão descontos em empréstimos.

 

2 - Capacitações: É o “Feirão da qualificação”. Foram lançadas mais de 7,2 mil vagas em cursos gratuitos de qualificação. A maioria das vagas já foi preenchida.

 

3 – Precatórios: Com essa ação, a Prefeitura prevê a injeção de R$ 180 milhões na economia. O prazo para adesão já terminou e 36 contribuintes fizeram o pedido de antecipação do pagamento.

 

4 – Refis: Já aprovado pela Câmara, vai oferecer descontos de até 100% em juros e multas para pagamentos de dívidas tributárias (IPTU, ISS e taxas) e até 20% nas não tributárias (multas da Vigilância Sanitária, do Procon e do Cofit).

 

5 - Lei da Inovação: O projeto está em discussão na Câmara. Com a lei, Campinas será a primeira cidade do Brasil a se adequar ao Marco Legal das Startups e Empreendedorismo Inovador (Lei Federal 182/ 2021, de 1º de junho de 2021).

 

6 - Campinas Protege: O projeto de lei está em discussão na Câmara. Aprovado, vai oferecer benefício de R$ 1.500,00, em três parcelas de R$ 500,00, para famílias que tenham crianças e adolescentes, de até 17 anos e 11 meses, cujo detentor da guarda morreu em virtude do coronavírus.

 

7 - Alteração da lei do Ficc: O projeto de lei está sendo analisado pelos vereadores. Com a proposta, a Prefeitura vai beneficiar mais de mil profissionais da Cultura, com um investimento de R$ 2 milhões. Essa medida vai facilitar não só a retomada econômica da cidade, mas principalmente a retomada do setor cultural.

 

8 - Refis da Setec: Aprovado pela Câmara em primeira discussão. Vai passar por audiência pública e retorna ao plenário para mais uma votação. Prevê oferecer descontos em juros e multas de até 100% em dívidas com a autarquia.

 

9 - FMDS (Fundo Municipal de Desenvolvimento Social): O projeto de lei que está em discussão na Câmara prevê a criação de um fundo para fortalecer os mecanismos de financiamento destinados a investimentos na cidade.

 

10 – Meu Bairro Bem Melhor 2: com financiamento de R$ 200 milhões via Caixa Econômica Federal, serão pavimentados 13 bairros. Os recursos também serão utilizados para a conclusão das obras do BRT e para pavimentação de bairros.

 

11 – Implantação do SIM: O Serviço de Inspeção vai possibilitar que o produtores rurais e pequenos empreendedores que trabalham com produtos de origem animal comercializem seus produtos no mercado varejista. A ação deve gerar emprego e renda. 

 

 


Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução

Crédito: Eduardo Lopes

Foto: Assinado pelo prefeito, projeto foi encaminhado para a Câmara | Crédito: Eduardo Lopes

Assinado pelo prefeito, projeto foi encaminhado para a Câmara

Crédito: Eduardo Lopes

Foto: Secretários e sindicatos da área participaram da cerimônia | Crédito: Eduardo Lopes

Secretários e sindicatos da área participaram da cerimônia

Crédito: Eduardo Lopes

Foto: Medida vai gerar renda e segurança alimentar | Crédito: Eduardo Lopes

Medida vai gerar renda e segurança alimentar

Crédito: Eduardo Lopes

Foto: Lei cria o selo de inspeção | Crédito: Eduardo Lopes

Lei cria o selo de inspeção