Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Prefeitura faz audiência pública virtual da PPP do Lixo nesta sexta-feira


23/07/2021 - 16:14




A Prefeitura de Campinas, por meio da Secretaria de Serviços Públicos, fez a audiência pública virtual, transmitida pelo YouTube, para a apresentação da PPP (Parceria público-privada) dos Resíduos Sólidos Urbanos, a PPP do Lixo, na manhã desta sexta-feira, 23 de julho, coordenada pelo secretário de Serviços Públicos, Ernesto Paulella. O vice-prefeito, Wanderley de Almeida abriu a audiência. A apresentação foi feita pelos assessores técnicos da Secretaria de Serviços Públicos, Fernando Carbonari e Paulo Adani. A audiência foi aberta a perguntas. Algumas serão respondidas por e-mail nos próximos dias. 
 
 
 
 
“O fruto desta PPP é conseguir excelência na destinação dos resíduos. Este é um desafio não apenas para Campinas, é um desafio para o país e o mundo. O modelo atual está saturado. A audiência é uma oportunidade para que todos tomem conhecimento e possam opinar”, disse o vice-prefeito e secretário de Relações Institucionais, Wanderley de Almeida 
 
 
 
 
O projeto da PPP prevê a concessão administrativa dos serviços de gestão integrada de resíduos sólidos urbanos (RSU) em Campinas, por um período de 30 anos, com o valor de investimento estimado, pelo parceiro, em mais de R$ 930 milhões, com o objetivo de implementar um novo modelo de gestão do lixo na cidade, mais sustentável, com ampliação dos serviços e maior reaproveitamento de todos os tipos de resíduos, de forma a reduzir significativamente a quantidade de material encaminhada ao aterro sanitário. A expectativa é que o edital seja publicado em 20 dias. 
 
 
 
 
“Hoje damos o pontapé neste processo de PPP, que tem como objetivo fazer as grandes transformações da destinação dos resíduos sólidos. É o cumprimento da lei da Política Nacional de Resíduos Sólidos, que obriga os municípios a tratar os resíduos e conclama pelo reaproveitamento dos materiais, o que chamamos de sustentabilidade. O grande desafio do século 21 é o de transformar e é fundamental que o setor público esteja aliado ao privado e, por isso, uma parceria público-privada ”, considerou o secretário de Serviços Públicos, Ernesto Paulella.
 
 
 
“O processo está amadurecido e Campinas retoma a liderança quando o assunto é resíduos sólidos", disse o secretário do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Rogério Menezes.
 
 
 
Para isso, os serviços já existentes serão ampliados e modernizados, gradativamente, e outros serão integrados: 
 
 
Coleta domiciliar - terá ampliação da coleta mecanizada (contêineres) e em áreas de difícil acesso (área rural e comunidades).
 
Coleta seletiva - ampliação da área de coleta seletiva no porta a porta; aumento do número de ecopontos; aporte financeiro e treinamento às cooperativas de reciclagem; ampliação de material reciclável coletado e de cooperativas. 
 
Limpeza urbana - ampliação do serviço de varrição e de lavagem; implementação de varrição mecanizada e contêineres subterrâneos; ampliação e modernização de limpeza de bocas de lobo.
 
Civar (Centro Integrado de Valorização dos Resíduos) - será instalado em área do complexo Delta, com maquinário para separar mecanicamente materiais recicláveis, orgânicos e rejeitos. Os materiais serão reaproveitados ao máximo e somente rejeitos irão para o aterro. Implantação de unidade de produção de combustível derivado de resíduos (CDR).
 
Aterro sanitário - encerramento técnico do aterro sanitário Delta A, que atingiu a capacidade em 2014.
 
Também participaram o vereador Juscelino da Barbarense, representando a Câmara dos Vereadores, diretores e funcionários. Dúvidas pelo e-mail limpezapublica@campinas.sp.gov.br.

Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução

Crédito: Eduardo Lopes

Foto: Vice-prefeito Wanderley de Almeida fez a abertura da audiência pública | Crédito: Eduardo Lopes

Vice-prefeito Wanderley de Almeida fez a abertura da audiência pública

Crédito: Eduardo Lopes

Foto: Audiência pública aconteceu de forma virtual com transmissão pelo YouTube | Crédito: Eduardo Lopes

Audiência pública aconteceu de forma virtual com transmissão pelo YouTube