Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Campinas vai implantar barreiras sanitárias a partir desta sexta-feira, 26


24/03/2021 - 18:39




A Prefeitura de Campinas vai implantar, a partir desta sexta-feira, dia 26 de março, até 4 de abril, barreiras sanitárias nos principais acessos à cidade. A medida visa reduzir a circulação de pessoas de fora da cidade durante o feriado prolongado em outros municípios.
 
 
De acordo com o prefeito, Dário Saadi, a finalidade é desestimular que as pessoas saiam de casa sem necessidade. “Quem for parado nas barreiras será questionado se o deslocamento é mesmo essencial e serão orientadas a evitar se transitar entre as cidades. As que não tiverem justificativa serão orientadas a voltar para a sua cidade de origem”, explicou.
 
 
Os pontos de bloqueio serão itinerantes e realizados durante todo o dia. Os detalhes sobre os locais, horários e efetivo não serão divulgados para garantir a efetividade da ação.
 
 
O secretário municipal de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública, Christiano Biggi, explicou que a medida tem caráter educativo e de orientação. “Não é restrição ao direito de ir e vir. O nosso objetivo é orientar e conscientizar a população para que sejam evitados deslocamentos desnecessários”, disse. “Não haverá bloqueio para ônibus intermunicipais”, completou.
 
 
A Administração Municipal reforça que não se trata de um lockdown, mas uma restrição com foco na conscientização das pessoas.
 
 
Neste primeiro momento, não haverá penalidades. 

Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução

Crédito: Manoel de Brito

Foto: Para o prefeito Dário Saadi, a finalidade é desestimular que as pessoas saiam de casa sem necessidade | Crédito: Manoel de Brito

Para o prefeito Dário Saadi, a finalidade é desestimular que as pessoas saiam de casa sem necessidade

Crédito: Manoel de Brito

Foto: “Não é restrição ao direito de ir e vir. O nosso objetivo é orientar e conscientizar a população”, explicou o secretário Christiano Biggi | Crédito: Manoel de Brito

“Não é restrição ao direito de ir e vir. O nosso objetivo é orientar e conscientizar a população”, explicou o secretário Christiano Biggi