Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Administração autoriza construção de ciclovia na Princesa D'Oeste


11/06/2020 - 18:16




A Avenida Princesa D’Oeste ganhará, em breve, uma ciclovia de aproximadamente 1,2 km de extensão. A Ordem de Serviço (OS), que autoriza a implementação do projeto executivo e início das obras, foi emitida pela Administração municipal nesta quinta-feira, 11 de junho. 
 
 
 
A assinatura ocorreu na Sala Azul do Paço Municipal e reuniu o secretário de Transportes e presidente da Emdec, Carlos José Barreiro; o secretário de Serviços Públicos, Ernesto Paulella; e o presidente da Câmara Municipal, vereador Marcos Bernardelli.
 
 
 
A ciclovia será construída sobre o canteiro central da Avenida Princesa D’Oeste, no Jardim Proença. O traçado abrange o trecho entre a Rua Conde D'Eu e a Praça Agenor Oliveira Cartola.
 
 
“Fico feliz de poder anunciar mais este projeto para a cidade, fazendo com que Campinas avance, ainda mais, como cidade sustentável. Espaços como este retomam a convivência entre as pessoas”, disse o prefeito Jonas Donizette durante o evento.  
 
 
 
“A ciclovia Princesa D’Oeste terá continuidade até o Viaduto Laurão, projeto já em andamento. E se interligará à ciclovia Norte-Sul, chegando até a região do Taquaral”, destacou o secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Carlos José Barreiro. “Trata-se de mais uma opção de deslocamento sustentável e ativo para a população, integrada ao transporte coletivo”, completou. 
 
 
 
O secretário Ernesto Paulella explicou que a Secretaria de Serviços Públicos “dará apoio técnico e operacional à implantação da ciclovia, executando os trabalhos de paisagismo e iluminação”. 
 
 
 
Os investimentos são da ordem de R$ 350 mil. Os recursos são viabilizados por meio de contrapartida de empreendimento a ser instalado naquela região, pela empresa GNO Empreendimentos e Construções. A Secretaria Serviços Públicos ficará responsável pela execução do paisagismo e iluminação; e a Emdec fará a sinalização da ciclovia. 
 
 
 
O pavimento da ciclovia será de concreto, com largura de 2,5 metros. O espaço será equipado com iluminação de LED por painéis solares, além de bicicletários nas duas extremidades. A previsão de entrega da ciclovia é de até três meses. 
 
 
 
Sistema cicloviário
 
Campinas já acumula quase 46 km de rotas cicloviárias (ciclovias, ciclofaixas, ciclorrotas e calçadas compartilhadas). A atual Administração municipal já entregou: Ciclovia do Campo Grande (5,12 km); Ciclovia de Barão Geraldo (1,9 km); ciclovia na Avenida Washington Luiz (1,4 km); ciclovia na Avenida Baden Powell (2,3 km); ciclovia na Avenida Theodureto de Almeida Camargo (1,6 km); ciclovia na Avenida José de Souza Campos (Norte-Sul), com 1,3 km; ciclovia na Avenida Isaura Roque Quércia, continuação da Mackenzie (6,7 km); e três trechos de ciclovias no Distrito de Nova Aparecida (2 km).
 
 
No momento, a Administração realiza a construção de três novas ciclovias:
 
- Campos Elíseos/Vila Aeroporto (2,9 km): canteiro central da Avenida John Boyd Dunlop, sobre a orla do Córrego dos Patos, entre o Conjunto Habitacional Souza Queiroz e a Estação de Transferência Campos Elíseos (Rua Bragança Paulista x Avenida das Amoreiras).
 
- Residencial Sirius (2,1 km): canteiro central da Avenida Luis Esteves, Rua Mauro Pereira Machado e Avenida José Pacheco, entre a Avenida John Boyd Dunlop, próximo à Estação de Transferência Satélite Íris e o Conjunto Residencial Sirius.
 
- Jardim Aurélia (1,3 km); canteiro central da Avenida Rafael Tobias de Aguiar. A ciclovia sai da altura da Rua Jorge Leme, próxima à Rodovia Anhanguera, até a Avenida José Pancetti, na rotatória conhecida como Balão do Ximbika (Praça Dr. Jairo Souza).
 
 
A Emdec também trabalha na execução de ciclofaixas e ciclorrotas em Barão Geraldo, com 9,2 km. E outras duas ciclovias estão em construção, como contrapartida de empreendimentos imobiliários:
 
 
- Piçarrão (5 km): Avenida João Batista Morato Do Canto, conectando às avenidas Celso Silveira Rezende e Jorge Tibiriçá. 
 
- Opasa (3,7 km): faixa de duto cedida pela Transpetro; liga a região do Corredor Campo Grande / Vila Padre Manoel De Nóbrega à região do Corredor Ouro Verde / Jardim Santa Lúcia.
 
 
O sistema cicloviário do município contempla mais de 180 km de ciclovias, nas diversas regiões; e será articulado com os principais eixos do transporte. O objetivo é de tornar a bicicleta um meio de transporte para pequenos deslocamentos, aliada ao transporte público coletivo.

Crédito: Carlos Bassan

Foto: Prefeito mostra ordem de serviço assinada | Crédito: Carlos Bassan

Prefeito mostra ordem de serviço assinada

Crédito: Carlos Bassan

Foto: Secretário Barreiro explica ciclovia | Crédito: Carlos Bassan

Secretário Barreiro explica ciclovia