Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Seplan inicia nova fase do diagnóstico para revisão do Plano Diretor


25/06/2015 - 16:03




  

Com a realização de Oficinas de Diagnóstico Comunitário que acontecerão nas cinco regiões da cidade, a Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Urbano (Seplan) inicia nesta segunda-feira, dia 29 de junho, nova fase do processo de revisão do Plano Diretor do Município. A etapa de diagnóstico visa realizar a leitura da situação da 'cidade que temos' - na terminologia empregada pelos coordenadores do trabalho –, com a identificação dos principais problemas e potencialidades presentes nas diversas regiões do município.

 

 

O objetivo desses fóruns é discutir, junto com a sociedade, o futuro do município, para que os diversos segmentos participem das atividades de planejar e gerir as políticas urbanas e territoriais de Campinas. Para facilitar o acesso e a participação dos cidadãos, a Seplan organizou dez oficinas, duas em cada região da cidade – Norte, Noroeste, Leste, Sudoeste e Sul.

 

 

Os encontros começam às 19 horas e terão a presença da equipe técnica que elabora o Novo Plano Diretor Estratégico 2016. Nesta fase, as reuniões ocorrerão entre os dias 29 de junho a 3 de julho, conforme calendário abaixo.

 

 

Todos os segmentos da sociedade são convidados a participar das oficinas de diagnóstico comunitário e ainda têm a possibilidade de enviar suas sugestões por intermédio do site www.planodiretor.campinas.sp.gov.br. As propostas podem ser encaminhadas também via Protocolo Geral, pelo telefone ou pela internet por meio do Serviço de Atendimento ao Cidadão – 156 on-line.

 

 

Diagnóstico Comunitário

 

 

Nossa ideia, com a realização de duas oficinas de Diagnóstico Comunitário em cada uma das regiões da cidade, é garantir a participação de um número maior de pessoas, uma vez que o local da reunião fica próximo à moradia do cidadão”, comentou a coordenadora do processo de revisão do Plano Diretor, arquiteta Érica Pacheco.

 

 

De acordo com a coordenadora, nesta fase que começa no dia 29, os participantes terão oportunidade de conferir se tudo o que foi falado na escuta inicial, nas oficinas de capacitação, foi contemplado. A oficina tem ainda o propósito de capacitação continuada, com a apresentação dos conceitos básicos do Plano Diretor e do Estatuto da Cidade.

 

Num segundo momento, os participantes serão divididos em dois grupos para trabalharem sobre o mapa de suporte que irá subsidiar as discussões para a cidade futura. Esse mapa base terá referências para localização e trará identificados os equipamentos públicos (Educação, Saúde, Assistência Social, Esportes e Lazer), núcleos de sub-habitação e os conflitos apontados na etapa anterior que foram passíveis de mapeamento.

 

 

A dinâmica do trabalho prevê que os participantes desenhem num acetato, transparente, que será colocado sobre o mapa base, o que imaginam para a região - um parque, uma transposição, uma avenida - construindo assim a ideia da cidade que querem para o futuro.

 

 

Temas prioritários

 

 

Todo esse processo de discussão tem como base os seis temas prioritários que subsidiam a elaboração do novo Plano Diretor Estratégico: Ordenamento Territorial, que visa o planejamento e controle de uso, parcelamento e ocupação do solo; Mobilidade, voltada às políticas de transporte e circulação, para garantir acesso amplo e democrático ao espaço urbano; Habitação, para prever moradia digna e acesso à terra urbanizada para construção de habitação de interesse social.

 

 

Outro tema é Meio Ambiente, no qual serão discutidas a proteção e a recuperação das áreas degradadas e das áreas de preservação; Desenvolvimento Econômico, com foco no fortalecimento e consolidação das atividades produtivas do município e Inserção Metropolitana, abrangendo planejamento e ações integradas para equacionar problemas comuns à RMC – Região Metropolitana de Campinas.

 

 

O diagnóstico comunitário será sistematizado e complementado com a leitura técnica da Seplan e a inclusão de material de outras secretarias. A previsão é que o documento seja finalizado no início do segundo semestre.

 

 

Agenda de reuniões

 

A cada dia serão realizadas duas reuniões e o interessado pode escolher da qual participará. Todos os encontros são abertos ao público em geral. O início será sempre às 19 horas.

 

 

29/06

Região Norte

Local: Fitel

Endereço: Avenida Comendador Aladino Selmi, 2.211 Parque Cidade Campinas

 

Local: ABBA – Associação Beneficente da Boa Amizade

Rua Coronel Serafim Miguéis, 115 – Jardim Eulina

 

30/06

Região Noroeste

Local: CEU – Centro de Educação Unificado Florence

Endereço: Lasar Segal,236 – Florence (atrás da Escola Elvira de Pardo Meo Muraro)

 

Local: Comunidade Maria Mãe do Povo

Endereço: Rua Inhambú, 145 – Vila Padre Manoel da Nóbrega

 

 

1/07

Região Leste

Local: Salão Recreativo Sousense

Endereço: Rua Sete de Setembro, 41 – Distrito de Sousas

 

Local: Administração Regional 3

Endereço: Rua Nuno Álvares Pereira, 160 – Vila Nogueira

 

 

2/07

Região Sudoeste

Local: Administração Regional 12

Endereço: Rua Dez, 124 – Jardim Cristina

 

 

Local: Comunidade São Paulo Apóstolo

Endereço: Rua Madre Eduarda Shafers, 260 – Santa Lúcia

 

 

3/07

Região Sul

Local: Escola Odila Maia Rocha Brito

Endereço: Rua Dezesseis, s/n – Jardim São Domingos

 

Local: Escola Floriano Peixoto

Endereço: Rua Praia do Perequê, 100 – Vila Orozimbo Maia

 


Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução

Crédito: Antônio de Oliveira

Foto: Reunião na região Leste na etapa anterior do trabalho | Crédito: Antônio de Oliveira

Reunião na região Leste na etapa anterior do trabalho

Crédito: Antônio de Oliveira

Foto: Secretário e equipe participam dos encontros | Crédito: Antônio de Oliveira

Secretário e equipe participam dos encontros

Crédito: Antônio de Oliveira

Foto: Reunião da região Sudoeste realizada em abril | Crédito: Antônio de Oliveira

Reunião da região Sudoeste realizada em abril

Crédito: Antônio de Oliveira

Foto: Cartazes divulgam trabalho e convidam a população | Crédito: Antônio de Oliveira

Cartazes divulgam trabalho e convidam a população