Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Coleta mecanizada de lixo no Cambuí terá início no dia 12 de agosto


05/08/2014 - 12:19




 

A Prefeitura de Campinas, por meio da Secretaria de Serviços Públicos, inicia no próximo dia 12 de agosto o sistema mecanizado de coleta domiciliar de lixo orgânico no bairro Cambuí. O modelo mecanizado consiste na instalação de contêineres e substitui o sistema feito de porta em porta. O novo sistema abrangerá o Cambuí e um perímetro expandido entre as avenidas Orosimbo Maia e José de Sousa Campos (conhecida como Norte Sul), e Francisco Glicério na altura da Moraes Sales. Veja aqui o mapa das ruas por onde passará a coleta mecanizada.

 

Moradores destas regiões serão informados sobre o novo sistema por meio de uma ampla campanha institucional que começa a ser vinculada na imprensa na terça-feira, dia 5 de agosto. No dia 6 começa o trabalho de orientação junto à população por meio de panfletagem. E uma audiência pública será realizada na sexta-feira, 8 de agosto, no São Vermelho da Prefeitura para informar, dar detalhes técnicos, esclarecer dúvidas e ouvir contribuições dos moradores.

 

A estimativa é de sejam instalados no Cambuí expandido de 800 a 1 mil contêineres num prazo de 30 dias. “O Cambuí por ser particularmente uma área verticalizada com muitos prédios, além de bares e restaurantes, deverá receber de 4 a 6 contêineres por quadra e uma distância entre eles de 20 metros no máximo”, explica o secretário municipal de Serviços Públicos, Ernesto Paulella.

 

Cada contêiner tem capacidade de mil litros, é hermeticamente fechado com tampas e tem rodas. Na coleta, o caminhão para ao lado do contêiner, um coletor acopla o equipamento aos braços mecânicos do caminhão e o suspende. O lixo é despejado no caminhão compactador e segue para o aterro sanitário. O contêiner é recolocado em sua posição inicial.

 

O secretário ressalta as vantagens ambientais e sanitárias do novo sistema de coleta: menor odor, mais higiene, cidade mais limpa, planejamento urbano, menos insetos e doenças, evita entupimento de bueiros e descarte do lixo a toda hora. Como os contêineres são hermeticamente fechados evita que o lixo se espalhe e suje as ruas, causando entupimento de bueiros, além de minimizar o mau cheiro, a proliferação de insetos e a exposição do lixo à chuva e aos animais.

 

A coleta mecanizada deve diminuir a sujeira causada por sacos plásticos nas calçadas, além disso, os funcionários não terão mais contato com o lixo. A ação também deve evitar acidentes, já que os garis não precisarão mais correr atrás do caminhão.

 

Para a população, outra vantagem é que o morador poderá depositar lixo nos contêineres a qualquer dia e horário”, diz o secretário. Ele explica que os contêineres serão esvaziados diariamente e a cada 30 dias serão higienizados. “Havendo necessidade, a higienização pode ser periódica, acrescenta.

 

Cidade Universitária

 

Esta é a segunda região contemplada pelo sistema mecanizado de coleta domiciliar em Campinas. O sistema começou em maio deste ano na Cidade Universitária, no distrito de Barão Geraldo. Lá foram colocados 420 contêineres.

 

Também na primeira região, a Prefeitura de Campinas promoveu trabalho de informação da população sobre a coleta mecanizada. Além disso, duas audiências públicas foram realizadas, em 30 de julho de 2013 e em 12 de novembro de 2013, com ampla participação da comunidade, de seus representantes e de gestores públicos – foram 95 pessoas na primeira e 112 na segunda. A coleta mecanizada foi prevista no Plano Municipal Integrado de Resíduos Sólidos, que integra o Plano Municipal de Saneamento Básico.


Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução

Crédito: Luiz Granzotto

Foto: Coleta mecanizada deve diminuir a sujeira causada por sacos plásticos nas calçadas | Crédito: Luiz Granzotto

Coleta mecanizada deve diminuir a sujeira causada por sacos plásticos nas calçadas

Crédito: Luiz Granzotto

Foto: Garis não precisarão mais correr atrás do caminhão, dando mais segurança aos profisisonais | Crédito: Luiz Granzotto

Garis não precisarão mais correr atrás do caminhão, dando mais segurança aos profisisonais