Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

EMDEC e IPEP criam parceria no projeto “Leitura, a Melhor Viagem”


07/11/2012 - 10:46




 

Gilson Rei

 

O Instituto Paulista de Ensino e Pesquisa (IPEP) estabeleceu uma parceria com a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (EMDEC) no projeto “Leitura, a Melhor Viagem”, que permite aos usuários do transporte um acesso gratuito aos livros nos terminais de ônibus e na rodoviária de Campinas.

 

Para iniciar esta parceria, o IPEP fez a doação de 593 livros técnicos, que orientam os leitores sobre os diversos cursos profissionalizantes existentes. Um novo lote com 200 revistas de conhecimento voltadas para a juventude será entregue também pelo IPEP na semana que vem.

 

O diretor de marketing da instituição de ensino, Denis de Moraes, disse que o objetivo da parceria é de mostrar noções básicas de cada profissão e ajudar as pessoas a identificar suas aptidões no mundo do trabalho. “A parceria vai continuar com novas campanhas de doação, pois a meta é de ampliar este belo projeto da EMDEC”, disse.

 

Débora Damasco, chefe do Departamento de Programas de Educação da EMDEC, disse que a participação de empresas, institutos de ensino, escolas, entidades e pessoas físicas têm sido muito importantes nestes quatro anos de existência do projeto.

 

Uma doação significativa de livros, por exemplo, ocorreu no início deste mês, feita pela Escola Municipal de Ensino Fundamental “Padre Francisco Silva”, do Jardim Londres.

 

As doações de livros auxiliam a população mais carente a ter um acesso gratuito ao conhecimento e desperta o hábito da leitura, que é fundamental na educação de qualquer ser humano”, disse Débora.

 

Leitura, a Melhor Viagem”

 

O projeto “Leitura, a Melhor Viagem” tem o objetivo também de criar uma cultura de compartilhamento dos livros entre as pessoas. “É importante destacar que qualquer pessoa pode pegar um livro sem pagar nada. Para manter uma rotatividade destes livros é fundamental também que haja a devolução nas estantes disponíveis nos terminais”, disse Débora.

 

Atualmente, apenas 30% dos livros retirados voltam aos terminais para outras pessoas terem a mesma oportunidade de leitura. “Por isto todos devem ter a cultura da devolução. Afinal, um mesmo livro pode ser útil para diversas pessoas”, comentou.

 

A vendedora Gislaine Sanches Eloy, moradora do Jardim Campo Belo, disse que sempre faz a leitura de livros disponibilizados pelo projeto da EMDEC. “É interessante poder se instruir sem precisar gastar dinheiro algum. Acho que é uma grande ideia e todos deveriam contribuir devolvendo os livros”, disse.

 

O projeto é desenvolvido pela gerência de Educação e Cidadania da EMDEC desde setembro de 2008 e já disponibilizou 160 mil livros nos terminais de ônibus da cidade.

 

Os usuários de transporte público que passam pelos terminais urbanos de Campinas e pela rodoviária da cidade têm acesso a um grande acervo de publicações.

 

Os livros podem ser emprestados por todos, sem qualquer burocracia ou taxa. Não há inscrição, carteirinhas, qualquer anotação do empréstimo e data de entrega. O único compromisso do usuário é garantir a rotatividade dos livros, fazendo a devolução, uma vez que a circulação dos títulos é que permite o acesso a todos.

 

Débora lembrou que o objetivo principal do projeto é garantir o livre acesso à leitura, utilizando os terminais urbanos, que são os pontos de passagem, para facilitar a retirada e entrega dos livros.

 

O acervo é construído a partir de doações de empresas e da população; e oferece toda a diversidade de leitura que qualquer cidadão pode buscar. São livros educativos, coleções de histórias infantis e de artes, além de títulos de língua estrangeira, ficção, política, filosofia e romances. “É necessário consciência de todos sobre a importância de doações, pois o projeto depende delas”, disse Débora.

 

Doações

 

As doações em pequenas quantidades podem ser feitas nos próprios terminais, podendo ser entregues aos agentes da EMDEC ou mesmo na sede da empresa. A EMDEC está localizada na Rua Dr. Salles Oliveira, 1028, na Vila Industrial. Em casos de grandes volumes, a EMDEC faz a retirada nas empresas e, também, na casa dos doadores.

 

Os interessados em colaborar com o projeto devem entrar em contato com a Gerência de Educação e Cidadania da EMDEC. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (19) 3772-4024 ou 3772-4078.

 

Vale destacar que são aceitos livros literários, técnicos e científicos, livros didáticos publicados nos últimos três anos e revistas de publicação mensal.

 

Os livros são expostos nos terminais: Central, Ouro Verde, Barão Geraldo, Vila União, Mercado, Vila Nova, Padre Anchieta, Campo Grande e Itajaí. Livros são disponibilizados também na rodoviária.

Crédito:

Crédito:

Crédito:

Crédito: