Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Programa de Coleta Seletiva Municipal

Lixo é todo e qualquer resíduo sólido resultante das atividades diárias do homem em sociedade. Pode encontrar-se nos estados sólido, líquido e gasoso. Como exemplo de lixo, temos as sobras de alimentos, embalagens, papéis e outros.

Tal definição é relativa, pois um material poderá ser classificado como lixo para algumas pessoas e, ao mesmo tempo, considerado aproveitável para outras.

Em Campinas, são coletadas em média 850 toneladas por dia de resíduos sólidos domiciliares (lixo no estado sólido). Isso representa uma geração média de aproximadamente 0,750 kg/dia para cada habitante da cidade. A reciclagem é uma forma de tratamento em que o lixo se torna matéria prima a ser reaproveitada.

O incremento do seu uso foi viabilizado devido às deficiências apontadas por outros métodos de tratamento, como a falta de locais adequados para a instalação de aterros, com uma crescente preocupação da sociedade com a crise ambiental e energética.

Para facilitar a reciclagem, a Prefeitura de Campinas implantou a Coleta Seletiva de Lixo, visando coletar de forma diferenciada os resíduos sólidos que podem ser reciclados.

Os principais resíduos que podem ser reciclados são: vidro, metal, plástico e papel.

Além da coleta seletiva de materiais recicláveis o programa de coleta seletiva municipal inclui também a coleta de resíduos específicos que necessitam de um tratamento diferenciado. São eles: óleo vegetal comestível, resíduos especiais (pilhas, bateria e lâmpadas) e pneumáticos inservíveis.

As vantagens da coleta seletiva de materiais recicláveis

  1. Diminuição da quantidade de lixo enviada diretamente aos aterros, aumentando a vida útil desses materiais e facilitando a recuperação do ambiente;


  2. Desenvolvimento de atendimento social, com a geração de emprego e renda através da comercialização dos materiais recicláveis pelas cooperativas de triagem;


  3. Custo evitado da disposição final dos materiais no aterro;


  4. Incentivo à indústria de reciclagem, oferecendo matéria-prima à disposição das indústrias a preços menores;


  5. Ganhos decorrentes da economia de matéria-prima e da extração de recursos naturais;


  6. Ganhos decorrentes da diminuição no consumo de energia;


  7. Ganhos decorrentes da economia de recursos hídricos;


  8. Ganhos com a economia de controle ambiental diminuindo a poluição;


  9. Diminuição da poluição;


  10. Contribuição para limpeza e higiene da cidade;


  11. Conscientização dos cidadãos a respeito do destino final do lixo;


Voltar ao Topo ▲

Serviços executados

Coleta seletiva porta a porta


O serviço de coleta seletiva porta a porta compreende o recolhimento regular de todo material que tenha condições de reaproveitamento, reciclabilidade e que seja apresentado pelos domicílios e estabelecimentos devidamente embalados em sacos plásticos, em conformidade com a especificação da NBR 9191 da ABNT, tais como:

  • Papel: jornais, revistas, listas telefônicas, folhetos comerciais, folhas de caderno e rascunho, papéis de embrulho, caixas de papelão e de brinquedo e caixas longa vida ou multicamada;

  • Vidro: garrafas, cacos, vasilhames e lâmpadas incandescentes;

  • Metal: sucata ferrosa e não-ferrosa, latinhas de cerveja e refrigerantes, enlatados, objetos de cobre, alumínio, lata, chumbo, bronze, ferro e zinco;

  • Plástico: embalagens de produtos de limpeza, garrafas plásticas, tubos, potes, baldes, bacias, isopor, sacos e sacolas; e
  • Outros materiais, desde que tenham condições de reciclagem.

Após a coleta, os materiais são descarregados nas centrais de triagem operadas por cooperativas participantes do programa de geração de trabalho e renda da Secretaria Municipal de Trabalho e Renda.

SETORES DE COLETA SELETIVA DOMICILIAR - CONSÓRCIO TECAM

DIA BAIRRO PERÍODO
SEGUNDA Santa Genebra Diurno
M. Santo Antonio
Pq. São Quirino Diurno
Jd. Flamboyant
Pq. Taquaral Diurno
Jd. Chapadão
Guará / V. Santa Isabel Noturno
Est. Paraíso / B. Palmeiras

DIA BAIRRO PERÍODO
TERÇA Jd. das Palmeiras Diurno
Nova Campinas
Proença Diurno
Bosque
Cambuí Diurno
Guanabara
Cid. Universitária Noturno
Pq. Brasília / V. 31 Março
Jd. Botânico Diurno
Shangrilá / Recanto dos Dourados Diurno
Alphaville Diurno

DIA BAIRRO PERÍODO
QUARTA Jd. Garcia Diurno
Jd. Campos Elíseos
V. Mimosa Diurno
V. Rica
Jd. Capivari
V. União / Santa Lúcia Diurno
Ipaussurama / Tropical
Campos Elíseos / Roseira
Real Parque / C. Br. Geraldo Noturno
Jd. Tamoio / Andorinha

DIA BAIRRO PERÍODO
QUINTA Jd. Nova Europa Diurno
S. Bernardo / J. Jorge / Leonor
Jd. Centenário / São Vicente Diurno
Jd. Amazonas / Jambeiro
V. Marieta / Georgina Diurno
Ponte Preta / Marieta / Leonor
Guará / V. Santa Isabel Noturno
Est. Paraíso / B. Palmeiras
San Conrado Diurno

DIA BAIRRO PERÍODO
SEXTA Jd. das Palmeiras Diurno
Nova Campinas
Proença Diurno
Bosque
Pq. Industrial / Jd. Miranda Diurno
V. Teixeira / V. Industrial
Cid. Universitária Noturno
Gramado Diurno

DIA BAIRRO PERÍODO
SÁBADO Joaquim Egídio Diurno
Sousas
Bonfim / Chapadão Diurno
Botafogo / Guanabara
Jd. Eulina Diurno
Padre Anchieta
Real Parque / C. Br. Geraldo Noturno
Jd. Tamoio / Andorinha
Jd. Botânico Diurno
Alphaville Diurno

Coleta seletiva de óleos vegetais comestíveis


O serviço de coleta seletiva de óleos vegetais comestíveis compreende o recolhimento regular de óleos mistos servidos que, gerados em cozinhas domiciliares e industriais, tenham condições de destinação para cooperativa de transformação em biodiesel e posterior comercialização pelas empresas que tenham potencial de utilização de energia renovável.

A coleta desses óleos dá-se em domicílios, pontos de entrega voluntária e em grandes geradores.

Coleta de resíduos domiciliares especiais


Define-se como coleta de resíduos domiciliares especiais, em pontos de entrega voluntária, em pequenos geradores, nas cooperativas e os gerados por desovas clandestinas; a coleta dos materiais abaixo caracterizados:

  • Pilhas e baterias,
  • Lâmpadas fluorescentes,
  • Pneumáticos inservíveis.

Esses resíduos serão destinados ao ecoponto municipal para garantir a gestão ambientalmente segura de recebimento, acondicionamento provisório, estocagem e posterior tratamento e destinação final.

SERVIÇO DE COLETA DE RESÍDUOS DOMICILIARES ESPECIAIS

2ª FEIRA CENTRO DE CONVIVÊNCIA
3ª FEIRA PARQUE ECOLÓGICO (BARÃO GERALDO)
4ª FEIRA PRAÇA DA CONCÓRDIA (PQ. VALENÇA)
5ª FEIRA LARGO DO ROSÁRIO
6ª FEIRA BOSQUE DOS JEQUITIBÁS
SÁBADO LAGOA DO TAQUARAL

HORÁRIO 8h às 12h
13h às 16h

Fornecimento e implantação de kit’s de reciclagem


Os kits de reciclagem caracterizam-se como conjuntos de edificações e de equipamentos básicos necessários para se efetuar a segregação dos materiais recicláveis coletados pelos serviços de coleta seletiva ou provenientes de qualquer outro sistema similar.

Os kits serão implantados nas centrais de triagem operadas pelas cooperativas legitimadas pelo Decreto Municipal n. 14.265 de 21/03/2003, conforme a maior ou menor necessidade de infraestrutura básica para realizar os serviços de triagem, de modo a oferecer a essas unidades condições de otimizar os processos de reciclagem visando, sobretudo, condições adequadas de ergonomia, higiene e segurança no trabalho e agregar valor aos produtos finais a serem comercializados.

Operação de ecopontos


Ecoponto – Pneus:

O DLU, visando atender a legislação ambiental e de saúde pública, no que tange ao armazenamento de pneumáticos, criou um ecoponto em suas dependências, atendendo a demanda oriunda dos serviços gerenciados pelos órgãos públicos, como também de usuários diversos interessados em dar destinação adequada a este tipo de resíduo.

Ecoponto – Resíduos Especiais:

Local criado nas dependências do DLU para armazenar temporariamente os resíduos oriundos do serviço de coleta de resíduos especiais (pilhas, baterias e lâmpadas), enquanto aguardam seu envio para tratamento específico.

Programa de educação ambiental


A educação ambiental possui papel importante em todo processo, pois é o aporte para o sucesso do programa de coleta seletiva, promovendo a sensibilização e adesão das pessoas física e jurídica.

Entre as diversas áreas de atuação do programa de educação ambiental, podemos destacar a aplicação de palestras educativas e o desenvolvimento do programa “Lixo-Tour” em comunidades organizadas, em eventos de educação ambiental, nos locais de entrega voluntária e em atuação integrada com demais secretarias, órgãos municipais, organizações não-governamentais, empresas e cooperativas em eventos municipais (semana do meio ambiente, dias comemorativos da água e da árvore, feira do verde), contribuindo para a formação de agentes multiplicadores.

O Programa “Lixo-Tour” compõe-se de palestras e visitas monitoradas nos aterros Pirelli (em recuperação ambiental), Santa Bárbara (em recuperação ambiental) e Delta A (em operação); ao Sistema de Tratamento de Resíduos dos Serviços de Saúde (microondas); à Usina de Reciclagem de Materiais (entulho); ao Sistema de Compostagem dos resíduos orgânicos e dos resíduos vegetais; e à uma Cooperativa de Triagem de materiais recicláveis.

Locais de entrega voluntária - LEV


A coleta voluntária define-se quando o cidadão separa seu lixo passível de reciclagem e leva-o até o ponto de coleta seletiva. Esses pontos são contêineres instalados em locais específicos da cidade.

A tabela abaixo mostra os locais onde estão instalados os contêineres.

  Local Endereço
01 BOSQUE DOS JEQUITIBAS Av. Aquidabã, s/n ‑ Bosque
02 EMDEC Rua Dr. Sales de Oliveira, 1.028 ‑ V. Industrial
03 HOSPITAL DR. CÂNDIDO FERREIRA Rua Antonio Prado, 430 ‑ Sousas
04 LAGO DO CAFÉ Av. Heitor Penteado ‑ Taquaral
05 LAGOA DO TAQUARAL Av. Heitor Penteado ‑ Taquaral
06 PARQUE ECOLÓGICO Rod. Heitor Penteado, s/n
07 PRAÇA DR. ULISSES GUIMARÃES (Praça Maior) Rua Dr. Alcides Carvalho, s/n ‑ Jd. Chapadão

Voltar ao Topo ▲

Cooperativas de triagem

As cooperativas de triagem de material reciclável trabalham em conjunto com a Prefeitura, realizando um trabalho que auxilia não apenas o meio ambiente, mas também as próprias famílias que participam dessas cooperativas. Realizando um trabalho de reaproveitamento, separação e venda de material reciclável, as cooperativas diminuem o volume de material despejado nos aterros sanitários do município, aumentado a vida útil dos mesmos. Ao mesmo tempo, geram renda para famílias de baixa renda, agregando um valor social a um trabalho ambiental. Todo o material coletado pelo Serviço de Coleta Seletiva é redirecionado para essas cooperativas. As mesmas ficam responsáveis pela separação do material, de acordo com a composição, e a venda para diversas empresas que reutilizam esses materiais.

Endereço das cooperativas


  COOPERATIVA ENDEREÇO TELEFONE CONTATO
1 Aliança Rua São Simão, 536 ‑ Bairro Matão ‑ Sumaré 3864-3795 Solange / Adriana
2 Antonio da Costa Santos Av. 02, s/n ‑ Satélite Iris II 3267-3158 Valdecir / Cida
3 Barão Rua Rodrigo Ribeiro de Melo, 121 ‑ Real Parque ‑ Barão Geraldo 3249-0570 Nani / Ozelita
4 Bom Sucesso Rua Orlando da Silva Girio ‑ Vila Régio 3281-5725 Cecília
5 Divipaz Projeto Uruguai ‑ Região do Campo Grande 3224-1386 Maria / Valdineia
6 Dom Bosco Rua Moscou, 219 ‑ Pq. São Quirino 3296-5711 Leo / André
7 Havilá Rua dos Cambarás, 670 ‑ Pq. Via Norte *** Batista
8 Reciclar Rua Serra Dourada,- 165 ‑ Jd. Baronesa 3252-0488 Evani / Ana Regina
9 Santa Genebra Rua Estácio de Sá, 577 ‑ Santa Genebra 3208-4393 Janaína
10 Santo Expedito Rua Basílio da Gama, s/n ‑ Vila Castelo Branco 3388-6069 Adriana
11 Santos Dumont Rua José Carlos do Amaral Galvão, 565 ‑ Jd. São José *** Paulo / Adriana
12 São Bernardo Av. Prefeito Faria Lima, 630 ‑ São Bernardo 3273-8202 Carmem
13 Tatuapé (URM) Estrada do Mão Branca, s/n ‑ São Caetano 3229-2034 José Carlos / Eliseo
14 Unidos na Vitória (CEASA) Rod. Dom Pedro I ‑ Ceasa Campinas 3266-7250 Candida / Conceição
15 Remodela Av. Ana Beatriz Bierrenbach, 901 ‑ Vila Mimosa 3387-1434 Sidney / Luiz

Voltar ao Topo ▲

Avenida Anchieta, nº 200 – Campinas - SP – CEP: 13015-904 — PABX: (19) 2116-0555 — CNPJ 51.885.242/0001-40

Prefeitura Municipal de Campinas

Prefeitura Municipal de Campinas - © Todos os direitos reservados