Dez motivos para
investir em Campinas

Pólo acadêmico e tecnológico

A presença de instituições de nível superior, como a Unicamp, a PUC-Campinas, o Mackenzie, a Facamp e a Unip, fazem de Campinas um dos melhores e mais reconhecidos pólos acadêmicos do Brasil e de toda a América Latina. Mas a cidade é, também, um dos maiores centros tecnológicos do mundo, sendo considerada a versão latino-americana do Vale do Silício. A revista Wired a identificou como um dos dois núcleos de tecnologia de ponta localizados em todo o Hemisfério Sul. Agora, Campinas vai se tornar também uma referência nacional no promissor negócio dos biocombustíveis. Já está sendo instalado na cidade o Centro de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE), onde o Governo Federal desenvolverá pesquisas voltadas para essa tecnologia.

Boa parte do vigor tecnológico da cidade deve-se à existência da Ciatec (Companhia de Desenvolvimento do Pólo de Alta Tecnologia de Campinas), uma empresa municipal de economia mista cujas atribuições envolvem:

A participação no planejamento e na execução da política de ciência e tecnologia da cidade.
A coordenação do processo de implantação de empresas e organizações de pesquisas científicas e tecnológicas nos dois pólos de alta tecnologia existentes em Campinas.
O desenvolvimento do programa de Incubadora de Empresas de Base Tecnológica, através do qual oferece todo o apoio necessário às empresas incubadas, incluindo consultorias jurídica, financeira e empresarial, sala de trabalho, auditório, serviço de secretariado, acesso à internet e ajuda para participação em congressos.

Para desenvolver essas tarefas, a Ciatec mantém parcerias com o Sebrae (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e diversos centros de pesquisas e universidades. Além disso, atua como uma ponte entre os empreendedores e órgãos financiadores como a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), a Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) e o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico).

Centros tecnológicos presentes em Campinas

CIATEC - Companhia de Desenvolvimento do Pólo de Alta Tecnologia de Campinas
CATI - Coordenadoria de Assistência Técnica Integral
CENPRA - Centro de Pesquisas Renato Archer (CTI)
Centro de Pesquisas Avançadas Wernher Von Braun
Centro de Nanociência e Nanotecnologia Cesar Lattes
CPqD - Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações
Codetec - Companhia de Desenvolvimento Tecnológico
EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Instituto de Pesquisas Eldorado
IAC - Instituto Agronômico de Campinas
IB - Instituto Biológico
ITAL - Instituto de Tecnologia de Alimentos
IZ - Instituto de Zootecnia
LNLS - Laboratório Nacional de Luz Síncrotron
Softex - Programa Nacional de Software para Exportação
Trade Point - Centro de Serviços de Comércio Exterior
UNIEMP - Fórum Permanente das Relações Universidade Empresa
Centro de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE)

Ciatec
 


Modelo para a segurança pública

Campinas tem mais de 300 câmeras de vigilância espalhadas por suas principais ruas e avenidas. Todas as 39 escolas municipais e várias unidades de saúde também são monitoradas 24 horas por dia. Nenhuma outra cidade brasileira com mais de um milhão de habitantes conta com um sistema semelhante. Por isso, o Ministério da Justiça adotou o modelo da CIMCamp (Central Integrada de Monitoramento de Campinas) como uma referência para o Brasil.

Câmara de monitoramento
Perfil da segurança campineira

• 300 câmeras de vigilância interligadas à CIMCamp, sistema que integra cinco órgãos municipais: Guarda Municipal, Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (EMDEC), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Serviços Técnicos Gerais (SETEC) e Defesa Civil. O trabalho, que é realizado de forma integrada com as polícias civil e militar, cumpre os seguintes objetivos:

   • Prevenir e combater o delito
   • Melhorar a segurança e a fluidez no trânsito
   • Alertar e prevenir a ocorrência de desastres naturais
   • Garantir agilidade e eficiência no atendimento a qualquer ocorrência

• Guarda Municipal com 635 integrantes (mais 100 concursados serão incorporados ainda em 2008)
• Polícia Militar com 3.000 integrantes
• Polícia Civil com 745 integrantes
• Redução drástica no número de homicídios (75% nos últimos sete anos)
 


CIMCamp - Central Integrada de Monitores de Campinas