Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Campinas conquista prêmio nacional de Melhor Prática em Gestão Ambiental


18/03/2010 - 17:44




Maria do Carmo Pagani

 

Campinas conquistou, com o projeto do Parque Linear do Ribeirão das Pedras, a certificação de Melhor Prática em Gestão Ambiental Urbana 2010, concedida pelos ministérios do Meio Ambiente e das Cidades, e entregue em cerimônia ocorrida na tarde desta quinta-feira, dia 18 de março, no Ministério do Meio Ambiente, em Brasília. Participaram da disputa pela certificação projetos desenvolvidos em 109 cidades brasileiras, incluindo capitais como São Paulo, Curitiba e Manaus.

 

A conquista, destaca o prefeito, Hélio de Oliveira Santos, demonstra o acerto da política ambiental que vem sendo implementada em sua gestão. E como exemplo, cita os parques lineares do Capivari, do Anhumas e do Piçarrão. O prefeito ressalta também a visão integrada do Município na destinação de recursos em investimentos voltados à melhoria da qualidade de vida da população, lembrando que a cidade tem dedicado altos investimentos em saneamento, recuperação ambiental, construção de habitações populares para a transferência de famílias que habitavam áreas de risco. Dr. Hélio lembrou, ainda, que o projeto vencedor do Melhor Prática em Gestão Ambiental Urbana está inserido no Plano Diretor de Campinas.

 

Na mesma linha de avaliação, o secretário municipal de Meio Ambiente, Paulo Sérgio Garcia de Oliveira, considera que a premiação conquistada pelo Município, consagra o trabalho desta Administração, que vem criando uma série de parques e recuperando áreas verdes e bacias hidrográficas. “A conquista da certificação demonstra a densidade destas práticas que vêm sendo implementadas. E dos investimentos destinados a este fim”, pondera.

 

Projeto vencedor

 

 

O projeto do Parque Linear do Ribeirão das Pedras, em linhas gerais, representa um trabalho de preservação ambiental marcado pela recuperação da mata ciliar, implantação de ciclovia, implantação de lagoa natural de controle de cheias e investimentos em obras de saneamento e urbanização, entre outros, num total de aproximadamente R$ 31 milhões.

 

A implantação do projeto contou não só com a participação do Poder Público Municipal como com o envolvimento do Ministério Público Estadual, de associações de bairros, de escolas,de empresas, de universidades e de comunidades localizadas no entorno do Ribeirão das Pedras.

 

O Ribeirão das Pedras nasce no bairro Alto Taquaral, passa próximo ao Shopping D. Pedro (Jardim Santa Genebra), passa por baixo da Rodovia D. Pedro I e chega ao distrito de Barão Geraldo, onde recebe água dos afluentes do Parque Ecológico Hermógenes de Freitas Leitão e deságua no Ribeirão Anhumas, percorrendo um percurso total de cerca de 8 quilômetros.

 

Segundo Garcia de Oliveira, iniciativas de recuperação dessa área degradada são antigas mas, foi a partir de 2006, com a inclusão do projeto do Parque Linear no Plano Diretor do Município, que as ações deslancharam.

 

Os oito quilômetros do percurso do ribeirão foram divididos em cinco grandes trechos e esses, subdivididos em 22 subtrechos, oito dos quais com obras já concluídas e três, em execução.

 

Ainda de acordo com Oliveira, a recuperação contou, entre outros, com o plantio de 50 mil mudas de espécies nativas da mata ciliar, a implantação de uma lagoa para controle de cheias durante os períodos de chuvas intensas, a construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Barão Geraldo e de emissários e elevatórios de esgoto, e a construção de uma ciclovia que, até o momento, tem três quilômetros de extensão. (colaboração de Cláudia Xavier)

 

Crédito: Divulgação|||||

Foto: Recuperação da mata cilar das margens do Ribeirão das Pedras||||| | Crédito: Divulgação|||||

Recuperação da mata cilar das margens do Ribeirão das Pedras|||||