Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Blocos e escolas do grupo de acesso empolgam 100 mil no Carnaval das Copas


15/02/2010 - 12:05




Marco Aurélio Sotto

 

Mais uma vez o público de Campinas compareceu animado à Avenida do Samba para acompanhar o terceiro dia do Carnaval das Copas. Estimativas dão conta que mais de 100 mil pessoas foram conferir a folia neste domingo, dia 14 de fevereiro. E puderam acompanhar  o desfile de blocos,  das escolas de samba do grupo de acesso, bandas e trios elétricos.


O Rei Momo Uashington de Jesus, acompanhado de sua rainha, Renata Mariana, percorreram a avenida do samba,  fazendo a alegria de todos os seus súditos e  dando início, assim, ao grande espetáculo da noite. “É muito gostoso estar aqui neste belo Carnaval”, disse Moacyr Minuccio Junior, presidente da Campinas Off-Road, que desfilou com jipes no início da noite do domingo.


O Bloco Unidos do Monte Cristo levantou  o público quando entrou na avenida com muita animação por parte dos seus 100 integrantes, cantando o samba enredo Unidos do Monte Cristo. Elenice Leonel de Paiva, fundadora do bloco, conta que a resposta do público surpreendeu bastante, apesar de acreditar muito na força e na garra dos integrantes da comunidade do Monte Cristo.



Na arquibancada estavam  Izidoro Ruras, de 79 anos, e sua esposa Odécia, de 83 anos, animados, diziam estar muito felizes e que assistiam e participavam da festa pela primeira vez.

 

Escolas


Em seu desfile, a Escola de Samba Unidos do Paranapanema trouxe a Amazônia para a avenida, com seus 400 integrantes vestindo fantasias nas cores azul, verde, dourado e vermelho e três carros alegóricos representando a flora e fauna daquela região.



Inspirados pela rainha de bateria, Valéria Torres,  os 50 integrantes da escola marcaram a cadência do samba enredo - Amazonas, de autoria de Ticão,  que embalou e contagiou todo o público.




Karina da Costa, de 31 anos, estava entre os foliões mais animados na arquibancada“. Adoro carnaval e, principalmente. esta escola. Trouxe minha filha Eduarda, de 7 meses,  para também começar, desde cedo, a sentir esta emoção”, completou.


Destaque mesmo foi a atuação do Val da Cuíca, que deu um show à parte na avenida pela maestria e beleza com que conseguia extrair os mais diversos sons de sua cuíca, contribuindo para melhorar a harmonia do samba da escola. “Venho todo ano e aproveito para sair em várias escolas”, explicou.


Uma grande queima de fogos marcou a entrada, na avenida, da Escola de Samba Princesa de Madureira, da comunidade da Vila 31 de março. Com 350 componentes e três carros alegóricos, a escola defendeu o samba “Meu Brasil Brasileiro, Terra de Encantos mil”, de autoria de Edson Jóia.



A noite ainda mal havia começado e a Escola de Samba Renascença entrou na avenida levantando todo público presente nas arquibancadas da passarela do samba.




A comissão de frente da escola denominada “Guardiões do Castelo”, que exibia uma belíssima coreografia seguida pelo carro abra alas com pierrôs e colombinas, convidava todo ompúblico a cantar e a viver o samba enredo da escola: “Bem vindo à Fábrica dos Sonhos”, de autoria de Anderson Rodrigo.



A bateria, composta por  50 integrantes, dava o ritmo certo para que a escola, nas cores azul, amarelo, branco e vermelho, contasse o sonho do enredo, na empolgação e na alegria de seus 275 integrantes, três carros alegóricos e diversas alas que representavam a alegria e a felicidade.




Paulo César e Joselaine Saturnino, mestre-sala e porta-bandeira da escola, foram aplaudidos por todo o público ao longo de toda a avenida.”A emoção é muito forte, o coração parece que não vai agüentar, quero defender bem a minha escola”, disse Paulo César.




Osvaldo Pallano, de 46 anos, era um dos mais animados integrantes da escola. “Adoro Carnaval, gosto de desfilar e estou representando a ala da alegria e da felicidade”, explicou.

Crédito: Valeria Abras

Crédito: Valeria Abras

Crédito: Valeria Abras

Crédito: Valeria Abras

Crédito: Valeria Abras

Crédito: Valeria Abras

Crédito: Valeria Abras

Crédito: Valeria Abras

Crédito: Valeria Abras

Crédito: Valeria Abras