Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Educação aplica Prova Brasil para alunos do 5º e 9º anos


30/11/2009 - 08:43




Ingrid Vogl


Os alunos do 5º e do 9º ano das escolas municipais de ensino fundamental (Emefs) participarão da Prova Brasil: Avaliação do Rendimento Escolar, de 30 de novembro a 4 de dezembro.


O objetivo do exame, idealizado pelo governo federal, é avaliar os estudantes dos últimos anos iniciais e finais do ensino fundamental com questões sobre Língua Portuguesa e Matemática, para que, em parceria com os governos estaduais e municipais, sejam planejados e criados mecanismos para a melhoria da qualidade da educação a partir dos resultados da avaliação, aplicada a cada dois anos.


Na rede municipal de Campinas, 189 turmas serão avaliadas, o que compreende 5.338 alunos dos 5º e 9º anos. As provas são lacradas e somente abertas em sala de aula para que, na entrega de cada exame realizado, seja novamente lacrado. A Prova Brasil terá duração máxima de duas horas e 30 minutos e será realizada por grupo de escolas até o dia 4 de dezembro.


Para as turmas de 5º ano, a avaliação possui 44 questões, sendo 22 de Língua Portuguesa e 22 de Matemática. Já para os alunos do 9º ano, o exame possui 52 questões (26 de Língua Portuguesa e 26 de Matemática). Tanto para os 5º anos, quanto para os 9º anos, foram elaboradas 21 provas diferentes, para evitar “colas” entre os alunos.


Os diretores também preencherão um questionário da Prova Brasil com informações sobre a escola e avaliação da aplicação do exame.


A aplicação da Prova Brasil está sendo coordenada pela Consuplan, que irá capacitar 30 aplicadores da avaliação entre os dias 25 e 28 de novembro. Os aplicadores serão os responsáveis pela avaliação nas 40 Emefs.


Avaliação


Os resultados da Prova Brasil servem como dados para a elaboração de um diagnóstico da situação nacional e regional da educação no País. As informações são utilizadas para calcular o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e melhorar a qualidade do ensino básico, uma das metas do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), do governo federal.


Na primeira aplicação da Prova Brasil na rede municipal de Campinas, em 2007, as escolas municipais de ensino fundamental tiveram média de 4.7 pontos nas turmas de 5º ano (anos iniciais), e de 4.1 pontos nos 9º anos (anos finais).


A nota superou a média estipulada como meta pelo Ministério da Educação para o País, que era de 3.9 para os anos iniciais e 3.5 para os anos finais. E também ficou acima da média nacional alcançada, que foi de 4.2 nos anos iniciais e 3.8 nos anos finais. A média das escolas públicas no Estado de São Paulo (incluindo municipais e estaduais) foi de 4.9 nos anos iniciais e 4.3 nos anos finais. Para esse ano, a meta da rede municipal é chegar a 5.1 pontos nas turmas dos anos iniciais e 4.3 dos anos finais.


Com a Prova Brasil realizada a cada dois anos e iniciada em 2005, o Governo Federal pretende que até 2021, a média brasileira chegue a pelo menos 6.0, que é aproximadamente a média de pontos alcançados pelos países desenvolvidos em avaliações institucionais. Para as escolas municipais de Campinas, especificamente, a meta estipulada pelo Ministério de Educação é que em 2021 a nota chegue a 6.7 nos anos iniciais e 6.0 nos anos finais.


Referências


Para elaborar os exames, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), ligado ao Ministério da Educação, utilizou as matrizes de referência, que são documentos baseados na realidade do ensino ministrado em sala de aula. As secretarias estaduais e municipais de Educação também participaram da criação da Prova.


As questões que compreendem a Prova Brasil têm como base habilidades de leitura e interpretação e de raciocínio diante de problemas lógicos. Além das provas, os alunos vão responder a questionários para opinar sobre os professores, o diretor e a própria escola. Os alunos também responderão sobre questões sociais, como moradia.