Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

GM abordou 335 veículos na Barreira Sanitária e 398 no Toque de Recolher


02/04/2021 - 10:16




A força-tarefa da Prefeitura de Campinas abordou 335 veículos na Barreira Sanitária e 398 no Toque de Recolher na quinta-feira, 1º de abril. As ações envolveram a Guarda Municipal, a Setec, a Secretaria de Planejamento e Urbanismo, o Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) e a Emdec.
 
Setenta e oito estabelecimentos foram fiscalizados, sendo que um foi lacrado e três foram fechados. Além disso, 577 pessoas foram orientadas e 12 motocicletas recolhidas.
 
Atualmente, Campinas encontra-se na fase emergencial do Plano São Paulo, ao menos até o dia 11 de abril, com a restrição de várias atividades e a orientação de que as pessoas só saiam de casa para o que for essencial. O objetivo é evitar aglomerações e a disseminação do coronavírus.
 
Com o feriado de Páscoa, de sexta-feira, 2 de abril, a domingo, dia 4, os órgãos de fiscalização da Prefeitura de Campinas intensificaram as barreiras sanitárias e a operação do Toque de Recolher e vão coibir festas clandestinas, aglomerações e pancadões.
 
Toque de Recolher
 
O Toque de Recolher começou em 18 de março e pretende restringir a circulação de pessoas entre 20h e 5h apenas para serviços essenciais.
 
As operações consistem na implantação de bloqueios em vias de maior movimento na cidade e têm o caráter educativo e de orientação. As blitze são feitas diariamente pela Guarda Municipal, em parceria com as polícias Civil e Militar, e devem ocorrer enquanto durar a Fase Emergencial em Campinas.
 
Durante as barreiras, os veículos são abordados e os ocupantes questionados sobre o motivo pelo qual estão na rua. As pessoas são orientadas a voltar para casa se estiverem na rua por uma razão que não seja emergencial. Não há multa ou punição.
 
Barreiras Sanitárias
 
As barreiras sanitárias têm o objetivo de evitar a circulação de pessoas de outras cidades, principalmente da Capital e Grande São Paulo, durante o feriado. Os bloqueios são realizados diariamente pela Guarda Municipal com o apoio da Polícia Civil e da Emdec.
 
Os carros com placas de outras cidades são parados nas barreiras e os passageiros questionados sobre a necessidade do deslocamento. Se não for caso emergencial, os ocupantes do veículo são orientados a voltar para casa. As barreiras sanitárias foram montadas em comum acordo com as prefeituras dos municípios que fazem parte da Região Metropolitana de Campinas.

Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução

Crédito: Divulgação

Foto: Setenta e oito estabelecimentos foram fiscalizados, sendo que um foi lacrado e três foram fechados. Além disso, 577 pessoas foram orientadas e 12 motocicletas recolhidas. | Crédito: Divulgação

Setenta e oito estabelecimentos foram fiscalizados, sendo que um foi lacrado e três foram fechados. Além disso, 577 pessoas foram orientadas e 12 motocicletas recolhidas.