Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Terceira fase da Campanha de Vacinação contra a Gripe começou hoje nos CSs


11/05/2020 - 14:26




A terceira etapa da 22ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza 2020 teve início nesta segunda-feira, dia 11 de maio. Durante sua transmissão nas redes sociais, na manhã de hoje, o prefeito Jonas Donizette chamou a população dos públicos-alvo da campanha para ir aos Centros de Saúde se imunizar. Essa fase irá até o dia 5 de junho em todo o País, seguindo determinação do Ministério da Saúde.
 
 
A Rede Municipal de Campinas está abastecida com doses e a vacinação prossegue nos 66 Centros de Saúde, que criaram esquemas especiais para evitar aglomerações. Na cidade já foram vacinadas 259.121 pessoas contra a gripe neste ano, desde o começo da campanha em 23 de março até 7 de maio, segundo o mais recente levantamento do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), da Secretaria Municipal de Saúde.
 
 
Uma novidade é que o público-alvo da terceira da campanha foi dividido em duas fases. A primeira etapa é desta segunda-feira, dia 11, até o dia 16 de maio. "Temos um público-alvo de 74 mil crianças dos 6 meses de vida a menores de 6 anos de idade; gestantes; puérperas (período de 45 dias após o parto); e pessoas com deficiência", contou o secretário Municipal de Saúde, Carmino de Souza. Já a segunda etapa, a partir de 18 de maio, será direcionada para professores da rede pública e privada. “É importante também vacinar os professores porque eles voltarão ao trabalho e já estarão protegidos. Lembrando que a proteção vacinal sempre é feita depois de duas a três semanas”, ressaltou Souza.
 
 
O prefeito Jonas Donizette ressaltou que a terceira fase também abrangerá a faixa etária das pessoas a partir de 55 anos de idade. “Você que tem de 55 a 59 anos de idade poderá procurar o Centro de Saúde para se vacinar”, disse. Para essa faixa etária, o atendimento também começa em 18 de maio.
 
 
Balanço
 
 
Na segunda etapa Campanha de Vacinação contra Influenza, que começou dia 16 de abril e foi finalizada na última sexta-feira, dia 8 de maio, o público-alvo foi formado por pessoas com doenças crônicas, funcionários do sistema prisional e a população privada de liberdade, caminhoneiros e motoristas do transporte coletivo.
 
 
O recente levantamento do Devisa mostra que em Campinas, até 7 de maio, 67,8% dos doentes crônicos já receberam a vacina, com 48.852 doses aplicadas para um público estimado em cerca de 72 mil pessoas. Os dados mostram que até essa data também foram vacinadas 5.552 profissionais que trabalham nas forças de Segurança e Salvamento; 3.940 pessoas privadas de liberdade (sistema prisional); 3.249 caminhoneiros e motoristas do transporte coletivo de Campinas.
 
 
Já na primeira etapa da campanha, Campinas superou a meta de vacinação de profissionais da área da Saúde e de idosos. Na primeira etapa da campanha, a cidade ultrapassou a meta de vacinação de profissionais da área da Saúde e de idosos. Segundo relatório parcial da Secretaria Municipal de Saúde, totalizado no dia 7 de maio, foram aplicadas 45.371 doses em profissionais de Saúde, ou 110,4% do universo estimado inicialmente.
 
 
Onde se vacinar
 
 
Os públicos que foram priorizados na primeira e segunda fases da vacinação continuarão sendo imunizados até 5 de junho, data prevista para o encerramento da campanha. A meta do Programa Nacional de Imunização é vacinar pelo menos 90% dos grupos prioritários durante a campanha.
 
 
A vacinação contra a gripe continua sendo realizada nos Centros de Saúde da cidade. Para saber os locais e os horários de vacinação em Campinas, acesse http://www.saude.campinas.sp.gov.br/saude/eventos/eventos_2020/campanha_influenza_2020/campanha-influenza-2020_horarios-e-locais-vacinacao-campinas-fase1.pdf .
 
 
Pessoas com doenças crônicas e situação clínica especial devem apresentar uma comprovação de sua condição para ter acesso à vacina, segundo determinação da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. São aceitos como comprovante: prescrição médica; receita de medicamento; anotação em prontuário das unidades de saúde; cadastro em programas de controle de doenças crônicas; comprovante de vacinação para influenza ou a caderneta de vacinação com registro da vacina de influenza em anos anteriores.
 
 
É importante que a população entenda que a vacina contra a gripe não protege contra a Covid-19, doença para a qual ainda não há vacina. A vacina da Campanha de Vacinação contra Influenza 2020 protege contra as gripes A (H1N1 e H3N2) e B. Mas, ao se imunizar contra os vírus Influenza, a quantidade de pessoas gripadas no inverno é reduzida, evitando sobreposição de doenças e reduzindo casos de internação por complicações respiratórias. Além disso, a pessoa estando vacinada contra as gripes mais comuns colabora com diagnóstico mais rápido de casos de coronavírus na população.

Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução

Crédito: Divulgação

Foto: Terceira etapa da campanha foi dividida em duas fases e começou nesta segunda-feira | Crédito: Divulgação

Terceira etapa da campanha foi dividida em duas fases e começou nesta segunda-feira