Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Trabalho e Renda promove Feira de Natal em frente à Prefeitura


29/11/2019 - 12:16




A Secretaria Municipal de Trabalho e Renda promove de hoje, sexta-feira, dia 29 de novembro, até o dia 6 de dezembro a tradicional Feira da Economia Solidária de Natal, no arruamento em frente ao Paço Municipal de Campinas. Durante seis dias, a feira abrirá às 7 horas e fechará às 16h30. São seis barracas de alimentação e oito de artesanato com produtos de fabricação própria, a preços populares. Uma ótima oportunidade para antecipar as compras natalinas.
 
 
Entre os artigos que estarão à venda destacam-se toalhas, tapetes, crochês, acessórios de cozinhas e calçados, entre outros. Na área de alimentação, delícias da tradicional culinária brasileira poderão ser saboreados, como pastel, acarajé, bolos no pote, bolos secos, pães caseiros, brigadeiros gourmet e bala de coco.
 
 
Inscrições
 
 
Os interessados em ingressar nas feiras de Economia Solidária devem procurar a Coordenadoria de Economia Solidária na Avenida Campos Sales, 427, Centro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
 
 
Para o setor de alimentação, é exigido curso de higiene e manipulação de alimentos, além do uso de toucas, aventais, álcool em gel, utensílios e equipamentos em perfeitas condições de uso, descartáveis, saquinhos individuais com temperos e molhos, lixeiras internas e externas, placa de certificação da Anvisa, mangueira metálica com fios de aços transpassados, válvula de controle de entrada e saída de gás, entre outros itens de segurança.
 
 
Os comerciantes do setor de artesanato devem submeter seus produtos a uma banca examinadora, que avalia se o artigo está enquadrado nas regras de funcionamento das feiras. Só é permitida a venda de produtos de fabricação própria, sendo proibida a comercialização de itens industrializados.
 
 
 

Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução

Crédito: Arquivo PMC

Foto: São seis barracas de alimentação e oito de artesanato com produtos de fabricação própria, a preços populares | Crédito: Arquivo PMC

São seis barracas de alimentação e oito de artesanato com produtos de fabricação própria, a preços populares