Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Escola de EJA fará ciclo de palestras sobre pessoas surdas


04/09/2019 - 15:13




Teve início nesta terça-feira, 3 de setembro, um ciclo de palestras, no Centro Municipal de Educação de Jovens e Adultos (Cemefeja) Sérgio Rossini, no Centro. Todos os encontros, que seguem até quinta-feira, 5, começam às 19h. O objetivo é promover a conscientização e discussões sobre a pessoa surda. Os eventos são voltados para alunos e ex-alunos do colégio.
 
 
 
Para fazer as palestras foram convidadas Cíntia Firmino, que é pós-graduada em Educação de Surdos; Rosana Cláudia Nunes, formada em Pedagogia; Viviane Vinkauska, pós-graduanda em Veterinária; e Lilian Nascimento, pesquisadora sobre surdos na Faculdade de Educação da Unicamp.
 
 
 
Nos dois primeiros dias acontecerão relatos de pessoas surdas ou que atuam na área. Já no encerramento, a pesquisadora Lilian Nascimento, referência em estudos sobre educação de pessoas surdas, vai contar sobre o uso de tecnologias para auxiliar o aprendizado dos surdos.
 
 
 
O Cemefeja Sérgio Rossini é uma escola polo bilíngue no segmento EJA (Educação de Jovens e Adultos). Tem surdos matriculados em todas as salas que acompanham as aulas com o apoio de intérpretes de Libras e um professor bilíngue.
 
 
 
São 115 alunos divididos em quatro salas, cada uma delas tem cerca de três estudantes surdos. “A gente atende surdos desde a década de 90, já tem uma tradição”, disse a orientadora pedagógica Luciana Lima, que conta como muitos surdos deixam de estudar por falta de estrutura adequada. Luciana acredita que ver histórias sobre pessoas surdas bem-sucedidas faz a diferença. “É muito importante, para eles e para nós, ver essa superação”, disse.
 
 
 
A semana foi escolhida porque o mês de setembro é um período de comemoração para a comunidade e conscientização sobre o assunto, durante o “Setembro Azul”.