Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Campinas apresenta projetos em conferência ambiental no Egito


23/11/2018 - 12:52




A diretora do Departamento do Verde e do Desenvolvimento Sustentável da Secretaria Municipal do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SVDS) de Campinas, Ângela Guirao, participa de hoje até domingo (23 a 25 de novembro), da 6ª Cúpula Global de Biodiversidade dos Governos Locais e Subnacionais, programa que integra a 14ª Conferência das Partes da ONU da Convenção sobre Diversidade Biológica (COP 14 CDB). O evento acontece na cidade de Sharm El-Sheikh, no Egito.

 

 

Guirao, que representa o município de Campinas a convite do Iclei - Governos Locais pela Sustentabilidade, participará de duas mesas redondas sobre os temas: “Integrando a biodiversidade na infra-estrutura no nível local e subnacional” e “Tendências emergentes e inovações”.

 

 

 

Nesses eventos, Campinas terá a oportunidade de apresentar os seus programas Reconecta RMC e Interact-BIO, além de divulgar outros projetos como o Geoambiental e o Arquimedes.

 

 

 

O convite do ICLEI à SVDS deve-se à parceria entre as duas entidades e a Agemcamp efetivada por meio do Termo de Cooperação celebrado em outubro de 2017, pela execução do Projeto “Interact-BIO: Ação Integrada pela Biodiversidade”, do qual Guirao é responsável pela supervisão, coordenação e acompanhamento da execução das ações. Os gastos com a viagem e estada da diretora foram custeados pelo Iclei.

 

 

 

 

Reconecta RMC

 

 

 

Previsto no Plano Municipal do Verde de Campinas, o programa Reconecta RMC busca integrar as questões ambientais dos 20 municípios da Região Metropolitana de Campinas (RMC) com os objetivos de conservação e recuperação da fauna e da flora.

 

No quesito flora, o Grupo de Trabalho de Recuperação de APP está desenvolvendo uma área de conectividade entre os 20 municípios contemplando áreas protegidas locais e Unidades de Conservação, fragmentos naturais importantes, bacias hidrográficas de relevância para o abastecimento, principais corpos hídricos, entre outros.

 

 

 

Já, o Grupo de Trabalho de Proteção Animal está elaborando uma política regional de manejo de fauna silvestre pelos 20 municípios da RMC e por alguns municípios da aglomeração urbana de Piracicaba. Este grupo também tem como objetivo fomentar a utilização da Plataforma Arquimedes II, atualmente em desenvolvimento, que será utilizada para identificar e monitorar a fauna silvestre da região.

 

 

Em Campinas, o Reconecta RMC é parceiro do Projeto Interact-Bio, implementado pelo Iclei - Governos Locais pela Sustentabilidade, e que elegeu Campinas como cidade-modelo no Brasil. O objetivo do Iclei é viabilizar a implantação de ações focadas na biodiversidade, na conservação do meio ambiente e no desenvolvimento das cidades para ajudá-las a desenvolver e otimizar instrumentos de gestão dos recursos naturais.

 

 

 

COP 14

 

 

 

Em vigor desde 1993, a Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB) celebra o crescente compromisso da comunidade mundial com o desenvolvimento sustentável. Ela representa um importante passo na conservação da diversidade biológica, no uso sustentável de seus componentes e na repartição justa e equitativa dos benefícios decorrentes do uso de recursos genéticos.

 

 

Em outubro de 2010, na 10ª Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica, em Nagoya, Japão, os governos concordaram com o Plano Estratégico para a Biodiversidade 2011-2020. Este é conhecido pelas metas para biodiversidade que postula as denominadas Metas de Aichi, cujo objetivo estratégico, entre outros, é tratar das causas fundamentais da perda de biodiversidade, fazendo com que as preocupações com a biodiversidade permeiem o governo e a sociedade.

 

 

As Metas de Biodiversidade de Aichi abordam de forma inovadora e visionária a correlação entre as ameaças à biodiversidade e suas causas sociais e econômicas, colocando-as no centro do problema e buscando, portanto, a chave para a solução.

 

 

Para apoiar e impulsionar na resolução desse desafio latente, a Assembleia Geral das Nações Unidas, em sua 65ª sessão, declarou o período 2011-2020 como a “Década das Nações Unidas para a Biodiversidade, com vistas a contribuir para a implementação do Plano Estratégico para a Biodiversidade 2011-2020”, e assim, a 14ª Conferência das Partes terá como objetivo a revisão do progresso na implementação do mesmo. Nessa oportunidade, serão definidas as diretrizes estratégicas de longo prazo para a Visão 2050 da Biodiversidade.

 

 

Para o Iclei, os governos locais e regionais assumem nesse contexto um papel importante de implementação a nível local das suas respectivas Estratégias e Planos de Ação Nacionais para Biodiversidade.

 

 

 

 

 


Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução

Crédito: Arquivo PMC

Foto: Ângela Guirao apresenta projeto Reconecta em evento sobre biodiversidade | Crédito: Arquivo PMC

Ângela Guirao apresenta projeto Reconecta em evento sobre biodiversidade

Crédito: Arquivo PMC

Foto: Diretora da SVDS destaca características da fauna e flora da região | Crédito: Arquivo PMC

Diretora da SVDS destaca características da fauna e flora da região

Crédito: Arquivo PMC

Foto: Comitiva posa para foto | Crédito: Arquivo PMC

Comitiva posa para foto