Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Biblioteca Zink recebe mostra sobre Millôr Fernandes


12/11/2018 - 16:07




A genialidade de Millôr Fernandes (1923–2012) é revisitada na exposição "O Pif-Paf de Emmanuel Vão Gôgo: a seção de humor de Millôr Fernandes na Revista O Cruzeiro”, na Biblioteca Municipal “Professor Ernesto Manuel Zink”. Com curadoria do jornalista e colecionador João Antônio Bührer, a mostra destaca a fase final desta seção de humor da extinta revista O Cruzeiro, de 1957 a 1963.

 

"Em muitos dos jornais e revistas pelos quais passou, Millôr utilizou deste espaço para desfilar toda sua criatividade intelectual. Publicou nestas seções poemas, contos, teatros relâmpagos, fábulas, frases e até mesmos piadas. Seus textos eram ornamentados com desenhos de sua autoria, formando um todo ímpar, uma mancha gráfica de rara beleza. Suas seções eram espaços tão preciosos que pareciam ser publicações encartadas dentro de um outro periódico", afirma o curador.

 

Millôr se inspirou no popular jogo de cartas ao dar o nome a esta seção na revista semanal O Cruzeiro. Era um dos destaques, tanto quanto O Amigo da Onça ou as conhecidas páginas das Garotas do Alceu. Na seção de página dupla que ocupou em O Cruzeiro de 20 de janeiro de 1945 a 1963, foi publicado o melhor do humor nacional. "A princípio, sua página foi escrita por Emmannuel Vão Gôgo, heterônimo dele, e ilustrada por Péricles. Isto aconteceu até mais ou menos 1955. Daí em diante, Millôr passou a desenhar e ilustrar suas páginas até que, no final dos anos 1950, seu desenho estava tão solidificado, que se deu ao luxo de transformar sua página dupla num exercício gráfico e textual sofisticado de alta criatividade plástica", afirma Bührer.

 

Segundo o curador, "no final dos anos 1950, a revista O Cruzeiro passava por uma modernização gráfica, o Brasil era um país moderno e arrojado, com arquitetura de Brasília e a Bossa Nova na música explodindo nas ruas. A revista incorporou isto tudo na sua paginação e Millôr se aproveitou desta abertura para publicar a série de trabalhos gráficos textuais que ora mostramos nesta exposição. O cartunista estava próximo de abandonar seu heterônimo Emannuel Vão Gôgo e assumir seu próprio nome. Estava no auge da sua criatividade. Este recorte de O Pif-Paf é apenas um detalhe desta importante seção de humor da Imprensa brasileira. Parte de um projeto maior, qual seja revelar outros aspectos destas páginas duplas criadas por Millôr Fernandes ao longo de 18 anos".

 

Serviço

Exposição “O Pif-Paf de Emmanuel Vão Gôgo: a seção de humor de Millôr Fernandes na Revista O Cruzeiro”

Onde: Biblioteca Pública Municipal "Professor Ernesto Manoel Zink" (Avenida Benjamin Constant, nº 1.633, Centro)

Quando: segundas a sextas-feiras, das 9h às 17h, até 7 de dezembro

Entrada gratuita


Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução

Crédito: Divulgação

Foto: Mostra destaca a fase final desta seção de humor da extinta revista O Cruzeiro | Crédito: Divulgação

Mostra destaca a fase final desta seção de humor da extinta revista O Cruzeiro

Crédito: Divulgação

Foto: Exposição tem curadoria de João Antônio Bührer | Crédito: Divulgação

Exposição tem curadoria de João Antônio Bührer

Crédito: Divulgação

Foto: Mostra pode ser visitada até 7 de dezembro | Crédito: Divulgação

Mostra pode ser visitada até 7 de dezembro