Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Celebração da Consciência Negra reunirá série de atividades em novembro


01/11/2018 - 14:41




A celebração à Consciência Negra em Campinas contará com inúmeras atividades em novembro, organizadas por instituições e organizações da sociedade civil, pela Câmara Municipal de Campinas e pelas secretarias Municipais de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, Cultura e Educação. As ações incluem palestras, debates, exposições, exibições de filmes, oficinas de dança, desfiles, feiras e outras atividades artístico-culturais.
 
 
 
O primeiro evento será realizado nesta quinta-feira, dia 1º de novembro. Será a inauguração do Centro de Estudos de Matriz Africana Mãe Cambinda e Cabocla Jurema, na Casa de Cultura Fazenda Roseira, às 19h.
 
 
 
Uma das atividades mais esperadas é a 20ª  Marcha “Zumbi dos Palmares”, organizada pelo “Comitê 20 de Novembro”, a ser realizada no Dia da Consciência Negra, 20 de novembro, às 10h, na Estação Cultura. Também no próprio dia 20 será realizada a entrega do Diploma de Honra ao Mérito “Zumbi dos Palmares”, na Câmara Municipal de Campinas, às 20h.
 
 
 
 
O Mês da Consciência Negra tem no dia 20 seu principal marco simbólico ao referenciar Zumbi dos Palmares e a luta do povo palmarino pela liberdade. “É um mês especial para discutirmos a garantia de direitos, o combate ao racismo e a promoção da igualdade racial, sobretudo em tempos de questionamentos públicos sobre esses direitos”, ressalta a secretária Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos (SMASDH), Eliane Jocelaine Pereira.
 
 
O Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) Bandeiras também promove várias ações ao longo do mês. No dia 5 de novembro, o educador popular Muslim Paulino Gonçalves conduz um bate-papo com o tema “Cota não é esmola”, às 9h; já no dia 6, o espaço exibe trecho do programa TVE Debate sobre cotas raciais, às 10h. O espaço também terá oficinas de dança e de capoeira.
 
 
 
Já no dia 24 de novembro, a Coordenadoria Setorial de Promoção da Igualdade Racial realizará o Sábado Afro “23 Dá o Tom – Sinal Vermelho para o Racismo”, das 10h às 18h, nos jardins da Casa Sede da antiga Fazenda Mato Dentro (Parque Ecológico Monsenhor Emílio Salim). 
 
 
 
O nome do evento faz referência aos dados de mortes violentas que atingem a juventude negra: a cada 23 minutos um jovem negro é assassinado no país. Serão realizadas palestras, atividades culturais de prevenção e combate ao racismo e à discriminação religiosa. A ação será encerrada com o desfile das crianças e adolescentes participantes do Projeto Crespinhos no Poder, inciativa de empoderamento de crianças e adolescentes negros de Campinas, apoiado pela Coordenadoria.
 
 
 
Eliane Jocelaine salientou que ainda hoje existe a secundarização do negro na sociedade e uma deslegitimação das lutas históricas por igualdade racial. “Precisamos construir uma consciência coletiva sobre os malefícios do racismo para a estrutura de uma sociedade. Os pretos e pardos representam mais de 54% da população negra no País, mas por que isso não se reflete na igualdade racial e social?”
 
 
 
Segundo ela, esse questionamento deve conduzir à assunção de responsabilidades por toda a sociedade para uma mudança cultural: “para o respeito aos Direitos Humanos da população negra e para a construção de uma cultura de paz que legitime o lugar de fala dos negros em Campinas e no Brasil”, ressaltou.
 
 
 
Além da Secretaria Municipal de Cultura, a Educação também promoverá atividades especiais nas escolas da rede, dentro do projeto de combate à violência e a cargo de cada direção. Na Escola Municipal Padre Domingos Zatti, por exemplo, a programação incluirá apresentações de pratos típicos, espetáculo de capoeira, grafite temático, oficinas de turbante e exibição de filmes, maculelê e Puxada de Rede. Na escola, o mês terá como tema “Mês de Consciência Solano Trindade”. Na Escola Municipal Orlando Carpino também estão sendo preparadas diversas atividades. 
 
 
 
Plano de Promoção da Igualdade Racial 
 
Eliane Jocelaine ressalta que o racismo fere todo e qualquer exercício da cidadania e o acesso democrático ao desenvolvimento de pessoas e comunidades. Com o fim de contribuir para a neutralização dos efeitos da discriminação racial, uma tarefa de todos – governo e sociedade em geral, a Prefeitura de Campinas atua na elaboração do Plano Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial. 
 
 
A previsão é que a conclusão e apresentação dos trabalhos do Grupo de Trabalho Intersetorial, constituído pelo Decreto nº 19.502/2017, para elaborar o Plano Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial seja realizada ainda neste mês de novembro. 
 
 
O plano será encaminhado para apreciação do prefeito Jonas Donizette e posteriormente à Câmara Municipal de Campinas. Sua elaboração contou com a participação de centenas de pessoas, do poder público e da sociedade civil, que atenderam ao chamado para discutir e apresentar propostas concretas de superação do racismo e desenvolvimento de políticas públicas que promovam a igualdade racial.
 
Confira aqui a programação completa.

Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução

Crédito: Carlos Bassan

Foto: Marcha de Zumbi dos Palmares: todo ano acontece no dia 20 de novembro | Crédito: Carlos Bassan

Marcha de Zumbi dos Palmares: todo ano acontece no dia 20 de novembro