Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Secretaria de Transportes avalia operação das ciclofaixas de lazer


09/01/2013 - 17:31




 

Márcio Souza

 

A Secretaria de Transportes, alinhada às orientações da Administração Municipal de aperfeiçoar a utilização dos recursos públicos, realiza estudos técnicos para retomar, efetivamente, a operação das ciclofaixas de lazer do Centro e Ouro Verde. A operação do traçado, que depende da mobilização de agentes da Mobilidade Urbana da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (EMDEC), foi suspensa no último dia 17 de dezembro, por conta do intenso fluxo no comércio, motivado pelas compras de fim de ano e as comemorações de Natal e Ano Novo, que demandou reforço de pessoal.

 

No último domingo, dia 6 de janeiro, a Ciclofaixa de Lazer do Centro operou no entorno da Lagoa do Taquaral, no Kartódromo e na Praça Arautos da Paz. O trecho na Avenida José de Souza Campos (Norte-Sul), até o Viaduto São Paulo (Laurão) ficou fechado, assim como a ciclofaixa de lazer do Ouro Verde. Até o final do mês de janeiro, estudos técnicos irão avaliar quais os melhores trajetos e forma de operação para os espaços.

 

É compromisso da Administração valorizar o uso da bicicleta na cidade, como forma de lazer e de transporte para pequenos trajetos. Estamos avaliando quais são os trechos mais utilizados pelos ciclistas, bem como os horários de maior movimento. A operação total das ciclofaixas de lazer demanda um grande efetivo de amarelinhos, que, nessa época do ano, precisam ser direcionados para ações importantes, como a Operação Verão”, defende o secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas, Sérgio Benassi.

 

Nas operações normais, as ciclofaixas de lazer do Centro e Ouro Verde são abertas com o auxílio de 42 agentes da EMDEC, que cuidam da segurança de ciclistas e pedestres. Para o trajeto adotado no último domingo, são necessários sete agentes. Uma redução de mais de 80% no efetivo operacional. “Os agentes restantes podem ser realocados para outros pontos importantes da cidade, para melhor operacionalizar o trânsito e o transporte e ajudar a população”, afirma o secretário.

 

Reunião e Plano Cicloviário

 

Nos próximos dias, técnicos da EMDEC realizam uma reunião com representantes de grupos de ciclistas, para definição de um plano de ação conjunto. “Vamos ouvir as reivindicações dos ciclistas e apresentar a situação atual. A bicicleta é um meio de transporte importante, que deve ser utilizada não somente para o lazer, mas também para trabalho, estudo. Defendo a implantação de ciclovias e ciclofaixas permanentes, interligadas com o transporte público”, enfatiza Benassi.

 

A EMDEC já possui um estudo de Plano Cicloviário para o município, que visa instalação de trechos permanentes e exclusivos para ciclistas. Foram detectados mais de 100 km de rotas cicláveis, na cidade. Os trajetos atendem equipamentos públicos importantes, como escolas, creches, centros de saúde e áreas de lazer (bosques, praças e teatros).

 

A rede de ciclovias e ciclofaixas será interligada ao Sistema InterCamp (sistema de transporte público coletivo municipal). Os espaços contarão com bicicletários. A bicicleta é indicada para deslocamentos curtos, com raio em torno de 5 km. Com velocidade média de 15 km/h, o tempo médio do percurso fica em 20 minutos.

 

Ciclovias e ciclofaixas

 

Campinas possui, atualmente, 24,2 km de ciclovias e ciclofaixas. Confira:

 

- Lagoa do Taquaral – Ciclofaixa permanente com 5 km de extensão (a ciclofaixa da Lagoa do Taquaral integra a Ciclofaixa de Lazer do Centro, mas pode ser usada durante todos os dias da semana);

 

- Arautos da Paz – Ciclovia permanente com 1,2 km de extensão (também integra a Ciclofaixa de Lazer do Centro);

 

- Ciclovia do Kartódromo - 1,3 km (também integra a Ciclofaixa de Lazer do Centro e somente pode ser usada durante a abertura do espaço);

 

- Ciclofaixa de Lazer do Centro: total de 9,1 km (abrange parte do entorno da Lagoa do Taquaral, passando pelo Kartódromo e Praça Arautos da Paz, seguindo até o viaduto São Paulo (Laurão), pela Avenida José de Souza Campos (Norte-Sul)). Funcionamento somente aos domingos e feriados, em horário definido;

 

- Ciclofaixa de Lazer do Ouro Verde - 5,5 km (abrange o trecho da Avenida Coacyara entre o Bosque Augusto Ruschi e a Avenida Ruy Rodriguez). Funcionamento somente aos domingos e feriados, em horário definido;

 

- Barão Geraldo - 1,2 km de ciclovia e 2,7 km de ciclofaixa permanentes;

 

- Amarais – Ciclofaixa permanente com 2,7 km de extensão (bidirecional);

 

- Parque Linear Dom Pedro – Ciclovia permanente com 1,7 km de extensão (bidirecional).

Crédito: Divulgação EMDEC

Crédito: Divulgação EMDEC

Crédito: Divulgação EMDEC

Crédito: Divulgação EMDEC