Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Serviços Públicos analisa mais 30 pedidos de adoção de praças


13/03/2012 - 10:40




 Doni Vieira

 

Entidades, empresas e associações de moradores despertam interesse em cuidar de praças, dando uma contribuição significava para melhoria da qualidade de vida em Campinas. A Secretaria Municipal de Serviços Públicos, por meio do Departamento de Parques e Jardins (DPJ), recebeu e analisa no momento 30 novos pedidos de adoção de áreas em diversos pontos da cidade. Em breve serão assinados os termos de adoção.

 

Do total de duas mil praças urbanizadas na cidade, 450 foram adotadas por empresas, entidades e associações. Existem ainda outras mil áreas destinadas a praças que ainda não foram urbanizadas. Na última cerimônia promovida pela Prefeitura de Campinas, em dezembro do ano passado, foram assinados 21 termos de adoção.

 

De acordo com o diretor do DPJ, Edson Roberto Navarrete, a adoção de praças tem um papel fundamental no exercício da cidadania, pois leva as pessoas a se preocuparem com os equipamentos públicos, com a preservação e ampliação das áreas verdes.

 

Conforme o diretor, quem ganha com esse esforço conjunto entre a Administração municipal e segmentos da sociedade é Campinas, que passa a contar com mais áreas verdes revitalizadas e cuidadas. "A legislação que disciplina a adoção de praças é muito boa, pois incentiva a participação da comunidade na melhoria da qualidade vida em nossa cidade", destaca.

 

Projeto

 

Os termos de adoção são efetivados por meio do Programa de Adoção de Praças, instituído pela Lei Municipal 10.704 e regulamentada pelo Decreto 13.819 e alterações. Conforme a legislação, o projeto urbanístico da praça pode ser elaborado pelo interessado ou pela Secretaria Municipal de Serviços Públicos, por meio do DPJ. Os técnicos do órgão prestam orientação e fazem o acompanhamento dos serviços de urbanização.
 

A empresa ou entidade que adota uma praça tem direito de fazer publicidade no local. O tamanho da propaganda depende da dimensão do trecho cuidado. Para uma área de 4 mil m² é autorizada a colocação de uma placa de um metro de comprimento por 60 centímetros de altura.
 

Para se inscrever, as empresas, associações e sindicatos, entre outras entidades, precisam formalizar o pedido junto ao DPJ, pelo telefone 3272-1998. Quando se tratar de área nova, o pedido envolverá urbanização e manutenção, mas se for praça já estabelecida, o interessado optará pela manutenção do local.
 

Exemplos

 

Das centenas de praças adotadas ao longo desses 10 anos, podem ser citadas como exemplos importantes, a praça Kennedy, na Avenida Nossa Senhora da Fátima, na Jardim Guanabara e, recentemente, a praça Ralph Stettinger, situada à Avenida José de Souza Campos (Norte-Sul).

 

Além delas, as praças Herbert Safet Jacob, localizada na Rua Engenheiro Artur Canguçu, no bairro Castelo e a José Alves Teixeira Nogueira, na Avenida Coronel Silva Telles com a Rua Dr. João Mendes.


 

Crédito: Luiz Granzotto

Crédito: Luiz Granzotto