Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Sistema automatiza processo de produção do Diário Oficial


01/04/2010 - 15:29




Sérgio Oliveira

 

A partir de 1o de abril, o recebimento de textos e a diagramação do Diário Oficial do Município de Campinas passará a ser gerenciado por um sistema desenvolvido pela Informática de Municípios Associados S/A. O objetivo desta automação é tornar mais segura a transmissão dos conteúdos, mais ágil a diagramação do jornal e tentar diminuir ao máximo a ocorrência de erros.

 

Batizado de Sistema DOM, ele permite ao usuário das diversas secretarias e órgãos que publicam atos oficiais no jornal, devidamente cadastrados e identificados por senhas individuais, enviar o conteúdo para a IMA, que é a empresa responsável pela diagramação, impressão e distribuição da publicação. A partir daí, o próprio sistema formata automaticamente o texto e aloca o conteúdo na devida seção.

 

Para que isso fosse possível, nos últimos três meses, a IMA treinou 290 servidores de 54 órgãos da Administração Pública, como secretarias e departamentos da Prefeitura de Campinas, autarquias, empresas públicas, conselhos e Câmara Municipal.

 

Usabilidade

 

Buscamos fazer um sistema extremamente fácil de usar e, aparentemente, funcionou bem, pois, durante os treinamentos, percebemos uma boa receptividade das pessoas que irão utilizá-lo”, afirma Rodolfo De Santi, analista de sistemas que coordenou o desenvolvimento do Sistema DOM.

 

Ele ressalta que as observações feitas pelos futuros usuários durante os treinamentos contribuíram para que fossem feitas adaptações e melhorias no sistema.

 

Entre o principais benefícios do novo sistema, Di Santi destaca a maior segurança, uma vez que somente pessoas cadastradas poderão enviar textos para publicação no DOM. Ele conclui que a qualidade também deve aumentar, já que os profissionais responsáveis pela diagramação do jornal passarão a ter uma função mais voltada à inspeção para evitar erros na inserção do conteúdo que está sendo publicado, em função do fato de que o sistema automatiza a inclusão do texto nas páginas. Há uma estimativa de que esta automatização reduza em 50% o tempo necessário para se diagramar o jornal.

 

Evolução

 

Ao longo do tempo, a maneira como o conteúdo do Diário Oficial chegava à IMA e a forma de diagramar a publicação passou por diversas evoluções.

 

Na década de 80 do século passado, as matérias chegavam em laudas datilografadas e eram, manualmente, cortadas com gilete ou tesoura e coladas na posição que deveriam ocupar na página. Depois de montada, “fotografava-se” a página para criar o fotolito que seria enviado à gráfica.

 

No início dos anos 90, a informática começou a alterar este procedimento, mas os textos ainda chegavam datilografados, algumas vezes através do fax, e precisavam ser redigitados para sua inserção no computador, permitindo que a diagramação fosse feita de forma eletrônica.

 

Depois, com a disseminação da microinformática nos órgãos públicos de Campinas, as matérias começaram a ser enviadas em disquetes, o que eliminava esta etapa da digitação. Foi só no início desta década que as matérias começaram a chegar à IMA através de e-mail. A partir desta quinta-feira, só haverá um canal de envio do conteúdo, o Sistema DOM.