Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Moradores da região do Ouro Verde ganham unidade do CPAT


31/03/2010 - 17:01




Maria do Carmo Pagani

 

O prefeito, Hélio de Oliveira Santos, disse ao inaugurar nesta quarta-feira, dia 31 de março, a unidade Ouro Verde do Centro Público de Apoio ao Trabalhador (CPAT), que a disponibilização da unidade aos moradores daquela região era “o ponto de partida de um trabalho que ainda está por vir”. E comprometeu-se a, em breve, duplicar o número de atendentes do novo posto de 5 para 10.

 

Dr. Hélio ponderou que para promover a inclusão é oferecer ferramentas para os trabalhadores e uma delas, destacou, foi a criação da Secretaria de Trabalho e Renda, que acabou resultando em uma série de ações voltadas à inclusão produtiva da população. “A verdadeira cidadania é dar direitos. Por isso, a inauguração deste posto, e o cumprimento com louvor das metas estabelecidas para a secretaria nos enche de orgulho”, disse o prefeito, lembrando que este é um caminho sem volta.

 

A ampliação de Viracopos e a implantação do Trem de Alta Velocidade contribuirão para a geração de empregos para a população que reside na região do Ouro Verde. “E por isso é importante afirmar que esse posto do CPAT veio em boa hora”, disse o prefeito. Ele lembrou, ainda, o desempenho expressivo de Campinas na formalização de trabalhadores informais e autônomos (a cidade é a primeira entre não capitais e a oitava no ranking nacional de adesão ao MEI).

 

Durante a inauguração, o Secretário Municipal de Trabalho e Renda, Sebastião Arcanjo, destacou a importância do novo posto e disse que “se Campinas está se tornando referência nacional em relação à geração de trabalho e renda, isto se deve à liderança do prefeito”.

 

No novo posto do CPAT, os moradores do Ouro Verde que buscam vaga no mercado formal de trabalho e ainda não está cadastrada na unidade do CPAT localizada no Centro de Campinas, poderão efetuar cadastro com este objetivo. Depois disso, deverá aguardar a convocação para as outras etapas por telefone. No caso de querer verificar alguma vaga eventualmente existente deverá comparecer ao posto central do órgão, que fica na Avenida Campos Salles, 427 (Palácio da Mogiana), na área central.

 

O CPAT Ouro Verde fará também inscrições para cursos de qualificação e cadastramento no Bolsa Família, entre outros serviços. O fato de a região concentrar cerca de 200 mil moradores e de a área ser tida como consideravelmente promissora, uma vez que o lado Sudoeste e Noroeste de Campinas concentra diversas obras privadas e públicas (Hospital Ouro Verde, conjuntos habitacionais, Shopping Center, entre outros equipamentos), foi determinante para a implantação da nova unidade do Centro Público.

 

Desempenho

 

A inauguração do novo posto acompanha, também, a implementação de um programa municipal de desenvolvimento local. E, além disso, é daquele lado da cidade que se concentra grande presença de beneficiários de programas sociais: somente do programa Bolsa Família, são 9.779 morando naquela região.

 

O CPAT de Campinas tem cumprido com sucesso sua finalidade nestes dois anos de atendimento em Campinas. Desde então, 85.778 pessoas já foram atendidas pelo órgão. Deste total, mais de 60% são trabalhadores em busca de colocação no mercado de trabalho. Os outros atendimentos, como o de beneficiários do programa Bolsa Família, ampliam-se consideravelmente, uma vez que em período de recadastramento, ocasiona um grande fluxo de pessoas em busca de atendimento.

 

Para exemplificar, no primeiro ano de funcionamento até outubro de 2009, 31.008 pessoas foram atendidas pelos servidores do órgão, perfazendo uma média mensal de 1.824 atendimentos.

 

A inauguração da nova unidade proporciona, também, a integração em um mesmo local físico das ações da política municipal de trabalho e renda por meio dos programas complementares como, por exemplo, apoio e orientação ao microcrédito por meio do Banco Popular da Mulher; apoio e fomento às iniciativas de Economia Solidária, formalização de trabalhadores autônomos e informais, via Casa do Empreendedor, e ações do programa municipal de Qualificação Social e Profissional.

 

O Centro Público de Apoio ao Trabalhador compõe as ações do Sistema Público de Emprego, Trabalho e Renda, do Ministério do Trabalho e Emprego, que operacionaliza por meio de convênio com a Prefeitura de Campinas. Todo o atendimento é gratuito, seja para trabalhadores que procuram emprego, seja para empresários que buscam mão de obra.

 

Qualquer trabalhador da cidade interessado em vaga de trabalho pode procurar o órgão. Para isso deve ter em mãos documento original de identificação RG, CPF, Carteira de Trabalho, PIS e comprovante de endereço.

 

O trabalhador que for ao CPAT para inscrever-se nos programas de transferência de renda, principalmente no Bolsa Família, deve ter em mãos RG, CIC/CPF, título de eleitor, certidão de nascimento dos filhos, termo de guarda dos dependentes legais, Certidão de Casamento (quando for casado), comprovante de residência, nome da escola e série que cada filho, ou dependente, de 6 a 17 anos, estiver cursando, comprovante ou declaração de renda mensal familiar ou Carteira de Trabalho.

 

 

Crédito: Valéria Abras

Crédito: Valéria Abras

Crédito: Valéria Abras

Crédito: Valéria Abras

Crédito: Valéria Abras

Crédito: Valéria Abras

Crédito: Valéria Abras

Crédito: Valéria Abras