Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Seminário 230 anos de Campinas

“A Cidade Moderna no Século XX”

Profa. Dra. Maria Cristina Leme – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (USP) (*)

Porque a história do urbanismo é importante?

O Urbanismo é uma área de conhecimento essencialmente ligado, articulado ao processo de urbanização, por isso devemos olhar o passado para programar o futuro.

Urbanização e urbanismo passam por três momentos:

Começa a se consolidar na Europa no final do século XIX e responde a um momento em que as cidades estão se problematizando. É necessário um estudo para resolver o problema que a revolução industrial trouxe, devendo ser um conhecimento consolidado para lidar com os problemas urbanísticos. Nasce então a problemática que as cidades, com o seu crescimento, vão trazendo. O urbanismo se confunde com o processo de urbanização. O urbanismo não é um conhecimento que tenha pátria, sendo transformado em cada lugar que chega, mudanças essas que podemos considerar quase antropofágicas.

Primeiro momento - A cidade do Rio de Janeiro em 1902 usa a similaridade com Paris na abertura da avenida central Paris, que à época era o símbolo de modernidade, ocorrendo então a circulação de idéias e de imagens. Da mesma forma em São Paulo os conjuntos arquitetônicos são reproduzidos dos conjuntos de Paris. As peculiaridades de cada cidade não dificultam a apropriação de outros modelos. No início do século XX quando as cidades vão sendo construídas, vão surgindo problemas tais como saneamento, modernização e embelezamento que o urbanismo tenta resolver.

Segundo momento - nos anos 30, ressalta-se o plano de avenidas, para resolver o problema de circulação. Prestes Maia não propõe para São Paulo um sistema viário de anéis perimetrais e vias radiais e vai propor isto para Campinas. Isto implica um certo desenvolvimento urbano que permite um tipo de crescimento expansivo da cidade. São Paulo estava no momento de decidir se ficava com o metrô ou com o carro. Prestes Maia é contratado para trabalhar em Campinas, e propõe o mesmo plano que para São Paulo, com algumas modificações . Ele propõe que Campinas tenha uma avenida central (estas idéias estão circulando no mundo), propõe uma porta de entrada, um sistema de circulação que possibilite a expansão da cidade. Todos esses modelos tem como referência o modelo europeu, posteriormente passaremos a copiar o modelo norte-americano.

Terceiro Momento - O urbanismo hoje: a reestrutura econômica tem provocado um grande impacto, as questões sociais tem sido agravadas nos últimos 30 anos, são questões urbanísticas e que necessitam ser enfrentadas. Precisamos retomar a cultura urbanística e atentar para qual sistema de ocupação que queremos. Qual é a cidade que queremos?

Devemos colocar o urbanismo para trabalhar, para atingir a cidade que queremos, dentro das nossas possibilidades.

(*) Extratos compilados dos registros das apresentações.

Avenida Anchieta, nº 200 – Campinas - SP – CEP: 13015-904 — PABX: (19) 2116-0555 — CNPJ 51.885.242/0001-40

Prefeitura Municipal de Campinas

Prefeitura Municipal de Campinas - © Todos os direitos reservados