Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Símbolos Municipais


Os símbolos municipais são figuras emblemáticas que retratam a história e as características de cada comunidade e traduzem seus elementos mais expressivos como sua identidade, sua evolução política, administrativa e econômica, seus costumes e tradições.

A confecção de símbolos deve obedecer a normas universalmente aceitas. A Heráldica e a Vexilologia são ciências que estudam, respectivamente, os brasões e as bandeiras. O nome “Heráldica” vem de heraldo, ou arauto, que deriva do alemão antigo “heer', que quer dizer “devotado”, ou “har”, “gritar” ou “chamar”. Os heraldos ou arautos, na Idade Média, eram os representantes dos senhores junto ao povo e tinham a missão de percorrer as cidades anunciando as novidades e comunicações vindas dos governantes, levar declarações de guerra, publicar datas de celebrações e torneios e zelar pelos símbolos da nobreza. Nos torneios de combate, eles verificavam os escudos dos cavaleiros colocando-os em local visível e, se não encontrassem defeito, proclamavam-nos a toque de trombeta. Daí alguns autores atribuírem a origem da palavra “brasão” do alemão “blasen”, que significa “soprar”. Os heraldos também sorteavam os cavaleiros que lutariam em posição favorável em relação ao sol. O vocábulo Vexilologia provém de vexillum, nome dos estandartes utilizados no exército romano.

O art. 3º da Lei Orgânica do Município de Campinas dispõe:

“Art. 3º. São símbolos do Município a bandeira, o brasão e o hino, instituídos em lei.”




PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS. Secretaria Municipal de Administração. Departamento de Auditoria. Cartilha de Símbolos de Campinas. Campinas: 2008. Disponível em: http://campinas.sp.gov.br/sa/impressos/adm/FO757.pdf. Acesso em: 28 de maio de 2008, p. 8-9.

Para saber mais sobre os Símbolos do Município de Campinas, relacionamos as fontes consultadas pelo Departamento de Auditoria da Secretaria Municipal de Administração para elaboração da Cartilha de Símbolos de Campinas e pela Coordenadoria Setorial de Bibliotecas da Secretaria Municipal de Cultura:

Departamento de Auditoria

ABREU, F. Campos. Monografia Histórica do Município de Campinas. Rio de Janeiro: IBGE, 1.952.

AMARAL, Leopoldo. Campinas Recordações. São Paulo: Secção de Obras D'O Estado de São Paulo,1.927.

BRITO, Jolumá. História da Cidade de Campinas. Campinas: Editora Saraiva, 1.964. V. 19.

DE CARVALHO E SILVA, Aristides Monteiro e Thut, Roberto. A Pedra D’Armas de Campinas. Revista do Arquivo Municipal.

MONTEIRO, Aristides. Insígnias de Campinas e sua História: Conceitos de Heráldica Municipal. Rio de Janeiro: 1978.

PUPO, Benedito Barbosa. O hino de Campinas - Campinas, Acervo de Campinas BPM “Prof. E.M.Zink”, 1.993.

PUPO, Celso Maria de Mello. Campinas, seu Berço e Juventude. Publicações da Academia Campinense de Letras, 1.969.

Coordenadoria Setorial de Bibliotecas

NOGUEIRA, Lenita Waldige Mendes. O Progresso e a produção musical de Carlos Gomes entre 1879 e 1885. Campinas. Disponível em: http://www.anppom.com.br/opus/opus10/e_lenita.pdf. Acesso em: 28 de maio de 2008.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS. Secretaria Municipal de Administração. Departamento de Auditoria. Cartilha de Símbolos de Campinas. Campinas: 2008. Disponível em: http://campinas.sp.gov.br/sa/impressos/adm/FO757.pdf. Acesso em: 28 de maio de 2008.

GOMES, Antonio Carlos. Hino Oficial de Campinas: Progresso! O hino triunfal ao povo campineiro: com Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas. Manaus. Videolar S/A sob encomenda de Dimas S/C Ltda. s/d. 1 disco compacto (19 min): digital, estéreo. HOC001. Realização Câmara Municipal de Campinas e Prefeitura Municipal de Campinas.

Avenida Anchieta, nº 200 – Campinas - SP – CEP: 13015-904 — PABX: (19) 2116-0555 — CNPJ 51.885.242/0001-40

Prefeitura Municipal de Campinas

Prefeitura Municipal de Campinas - © Todos os direitos reservados